quarta-feira, 4 de maio de 2011

O Guarda-redes

Não tinha como começar o dia hoje e não vir aqui agradecer ao Grande Goleiro Rafael. Ontem, ele fechou muito o gol. Ontem, tal qual um vigilante, não permitiu que nada escapasse de seu controle, de sua vista. Esta defesa acima foi a mais bonita dele ontem.

E isso é para ver se os críticos ficam mais pianinho para falar dos goleiros do Peixe. Não estou dizendo que os goleiros que temos a nossa disposição são os melhores de todos os tempos, mas não devem nada à grande maioria que está atuando. O Rafael é muito bom goleiro e não sei porque ainda é tão perseguido pela imprensa e uma parte da torcida. A partida dele ontem, sendo disparado o melhor em campo, sendo o principal jogador para nossa classificação, é para calar de vez todos esses que não sabem o que falam. Ontem, ele iniciou a sua beatificação.

Arrebentado

Ontem o time do Santos não jogou bem, Muricy vendo isso recuou o time todo, até porque não tinha muita opção e contou com a grande inspiração do Rafael. Mas Neymar, Ganso, Danilo, Arouca... ninguém ontem jogou bem. O Léo foi o que mais se destacou na linha, ainda sim não foi um primor. Agora, mesmo com todo mundo mal, sem ter opção de banco, não dá para ter mais a possibilidade de Possebon em campo. Entrasse o Pará, mas esse cara tem que ser expulso do Santos.

E o cidadão aí só entrou porque o monstro Arouca saiu sentindo um contusão. Provavelmente estará fora da primeira partida final contra o Corinthians, no Pacaembu. Além do bom acerto tático desde que chegou, o Muricy contou com o retorno dele aos gramados para acertar de vez o sistema defensivo. Não tê-lo será um problemão. Mas esse é preço que se paga por calendários tão mal feitos. Eu não sei porque a Libertadores tem que ser jogada em um semestre só. O Santos jogou no sábado, só conseguiu chegar na segunda e teve que jogar ontem de qualquer jeito. O próprio América jogou no domingo, ontem e quinta entra em campo de novo, desta vez pelo octagonal mexicano. É loucura! Pois quem perde com isso é a própria competição que tem menos atrativos com tanto time desgastado.

Enfim, não está nada mole a vida do Peixe. Os quatro próximos jogos serão pedreira de novo: a final do Paulista contra o Corinthians e quartas da Libertadores contra o Cruzeiro, provavelmente. Só clássico! E não vem com papo que não tem que jogar a sério o Paulista. A final será contra um grande rival e com cara de revanche, por conta do que se passou em 2009, não tem como ser diferente. Assim como o Santos fez certo em jogar completo contra o São Paulo, entrará com o que tiver de melhor no domingo.

Se o Santos não jogasse completo contra o São Paulo, perdesse e ontem fosse eliminado da Libertadores, os mesmos que acham que o Santos deveria priorizar, diriam que agora o time está de férias antecipada porque não teve gana de vencer tudo. E eu acho que o time tem que vencer tudo o que estiver jogando. O que de melhor estiver no elenco, tem que ir a campo. Agora, se o jogador estiver para estourar, é normal preservar. Senão, tem que ir para a guerra.

E será guerra de nervos no domingo. O Corinthians jogará para salvar o semestre e o centenário, está descansado e só terá de desfalque o Alessandro. O Santos ainda não tem como saber quem vai entrar em campo, espero que todos possam estar bem e até porque quarta teremos o Cruzeiro. O favoritismo para domingo é do time que quer todos os nossos jogadores (é impressionante, já estão dizendo que o Ganso já até assinou com os caras), mas o Peixe tem condições, apesar das adversidades, de conseguir uma boa vitória e levar um bom resultado para a Vila.

#VaiSantos

Um comentário:

Luiz Cláudio disse...

Concordo... o moleque catou muito... e no final venceu o duelo contra o artilheiro mexicano.