quarta-feira, 10 de agosto de 2011

O maior time da Terra


Hoje tem e tem o maior time da Terra em campo, meu amor, primeiro e eterno amor, Santos. Quantos podem dizer que marcaram 11.700 gols? Só o Santos.

Como tinha alertado na semana passada, iríamos vencer o Ceará, pois além de ver o time se entrosando, uma motivação extra-campo nos foi dada. E é assim, caixa. E um a zero foi pouco. Mas o suficiente para não transformar o clássico de daqui a pouco em um inferno.

Daqui a pouco jogaremos apenas mais um jogo para nossa reação e vitória será fundamental, dará motivação extra para dar mais trabalho nesse Brasileirão.

Agora é esperar e o rapaz aí da foto poderá fazer toda diferença hoje e para aumentarmos ainda mais o record do time que tem mais gols no mundo.

Pra cima deles, Santos!!!

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Domingo é hora de reagir e nos deram ingrediente


De novo, de novo e mais uma vez esse papinho para vender jornal de Ganso jogar no Corinthians. Não dá, cara. Esse diretor do Corinthians é ridículo, o Santos tinha que pedir punição ao time da Marginal, como já fez a Milan e Inter de Milão. Time asqueroso.

Duas coisas as pessoas estão com dificuldade: uma é que a Europa não engoliu um não vindo de sua antiga colônia. É verdade, Espanha. Uma hora a feira acaba, o açougue não está assim tão aberto para qualquer um. A segunda, é que o Santos não é um time pequeno, a imprensa tem essa dificuldade. O pessoal não entende como é que pode o Santos ter voltado à rotina de títulos e o Corinthians não ter conseguido uma Libertadores, um vice pelo menos.

O Caim-Irmão da Marginal está louco, não tira o Ganso do Santos da boca. Aliás, disseram que estão com as portas escancaradas para receber o Ganso do Santos. Pois é... talvez o diretor são-paulino tenha razão em dizer que o Andrés é "são-paulino enrustido".

A questão é que foi esse papinho que serviu de ingrediente para o Santos voltar a vencer no primeiro semestre. Sempre que tinha esse papinho, ia lá o Ganso e jogava muito e dizia que queria ficar. E agora contra o Ceará é a hora da reação.

Domingão, de presente de mim para mim mesmo de aniversário, já comprei meu ingresso para ver o Peixe no Pacaembu e espero a vitória como presente do Peixe. Vai ser um jogão!

Pra cima deles, Santos!!!

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Mal acostumado


De fato, ontem eu voltei a escrever, voltei ao trabalho, mas a nossa rotina de vitórias ainda não. E aí o que acontece é o que sempre acontece... a cornetagem rola solta. O torcedor santista é assim, depois que se acostuma com o show, com grandes vitórias é incapaz de entender o que de fato o cerca. Mal acostumados, estamos.

Enfim, mesmo entendendo a fase transição, acredito que, até por ser uma fase de testes, Muricy tinha que considerar um reforço de treino para Elano e Ganso. Elano está fora de forma, precisa de uma folga, um tempo de descanso e treino. Isso seria benéfico até para ele conseguir acertar sua cabeça por conta dos vários problemas que aconteceram com ele recentemente.

Ganso também está andando em campo, está produzindo muito abaixo daquilo que é capaz. Não sei se tanta má assessoria, tanta especulação, se é a falta do acerto com a diretoria, não sei o que é, só sei que ele está de mau a pior e precisa de um tempo também. Precise até de um psicólogo, uma ajuda bem especializada para que ele volte a render aquilo que sabemos que ele pode.

Também acho que a possibilidade de estréia do Henrique e a recuperação do Adriano são cruciais para que o Santos engrene no Brasileirão. O Ibson ainda está muito mal, mas vai melhorar, ontem deu o primeiro gol ao Diego Souza, ficou assistindo o 10 do Vasco fazer o que fez. Mas ele mostrou potencial, já correu mais no segundo tempo, entendeu que precisa marcar mais. Só que Henrique e Adriano são os nomes para resolver esse meio de vez. E a volta do Danilo na sub-20 será um bálsamo para nossa lateral-direita, apesar de o Pará estar comprometendo pouco. Só que falta o apoio com qualidade no ataque.

Só espero mais paciência da torcida do Santos, somos os únicos brasileiros com dois títulos neste ano, então, não é para tanta corneta como vem surgindo. Corneta que de certa forma se justifica no adiantamento de cotas da TV. Não gosto disso, vamos ver direitinho o que Diretoria fará.

Contra o Ceará, não espero um Pacaembu lotado, mas como a previsão disse que poderemos ter um domingo muito mais quente que esta quinta gélida, onde os dedos até doem na digitação, acredito que teremos um bom público. Uns 18 mil. E temos que comparecer para apoiar e eu estarei lá.

#VaiSantos

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Chega de mamata, ao trabalho!


Como diz logo pela manhã José Simão, ao trabajo macacada!Depois de um tempo longe do blogue, a saudade bateu e já estava por demais saudoso de escrever e escrever do Peixão, minha Paixão. Ah... que trocadilho infame e horroroso.

Mas pelo que estive acompanhando, não fui o único a sair de férias. O time do Santos ainda não engrenou no Brasileirão. Pois é, afastei-me do blogue e do futebol de certa forma após a gloriosa conquista do Tri da Libertadores. Eu estava lá no Pacaembu, ele estava lindo branco, mais lindo ainda com a festa do título. Só tenho que agradecer a este time maravilhoso que é o Santos, ao Pelé que está sempre presente, ao Muriçoca que botou ordem, LAOR nosso guru e ao elenco, o melhor do Brasil. Neymar é gênio!

Mas eu saí do Pacaembu, já de madrugada, cansado pra caramba. E depois entrei na rotina dos preparativos do casamento. Não poderia ser melhor ano para casar do que o do TRI da Libertadores. E aí, negô, casar dá trabalho. E cá estamos de volta para falar do Peixe, porque #Hojetem e será lá na Colina do atual campeão da Copa do Brasil. Santos e Vasco, um clássico brasileiro, o clássico do milésimo gol de Pelé e talvez o clássico para mais uma marca histórica de nosso alvinegro: o gol 11.700.

É verdade que o Santos não engrenou no Brasileirão, mas parte do time podemos dizer, porque o ataque está avassalador. Nos últimos dois jogos 6 gols! Pena que a defesa tomou 8, cruzes! Mas acho que é mais difícil achar um ataque tão bom, a defesa dá para arrumar e o Muricy é mestre nisso.

Acredito que o problema está no meio campo para falar a verdade. Apesar de ser atrativo, com muita gente boa de bola, ele é lento e com só o monstro Arouca dando combate. Ou seja, é difícil assim. Se lembrarmos do meio do ano passado, tinha o Wesley motorzinho. Na Libertadores, já este ano, Adriano jogou demais e deu tranqüilidade, inclusive para o Arouca, para que todo meio campo contruísse mais jogadas de ataque.

O certo é que Ibson ainda está muito fora de forma ou falta re-adaptação ao futebol brasileiro, o Elano está em uma má fase e o Ganso, enfim, o Ganso precisa acordar. Acredito que quando a janela fechar, ele acorda, pois é. O que é legal é que dá para testar essas formações e ver que o Santos terá entrosado um poder ofensivo muito grande para o mundial. O que hojé o foco. Aliás, vem Pelé? Esperemos.

Por ora, o que espero mesmo é um Santos mais ligado, um meio campo mais pegador que não sobrecarregue tanto a defesa. Neymar e Zé Love neste ano, André, Neymar e Robinho ano passado, pressionavam a saída de bola. E o meio campo não poderá ficar deixando tanto no mano a mano a defesa. É isso.

#PracimadelesSantos

quarta-feira, 22 de junho de 2011

#marbranco

Ah... #Hojetem e é a finalíssima! #Hojetem e é dia de tomar unfollow no Twitter! Porque #Hojetem e eu estou insuportável e também nervoso. #Hojetem Santos na final da Libertadores em um lindo #marbranco no Pacaembu.

Não tem jeito. Todo santista está eufórico e não poderia ser diferente. Não é uma questão de já ganhou, é uma questão mesmo do prazer de uma final. E se tem torcedor que está no clima de já ganhou, não acho errado também, pois o torcedor pode. Pode tudo. Por que se ele não confiar, quem confiará no time? E a chance está aí. A chance de mais um título glorioso, o título que colocará uma geração em patamar diferente das últimas.

Digo mais, essa geração do Santos, se vencer hoje, colocará o futebol brasileiro em outro patamar, principalmente se conseguir segurar Neymar. Esse é a questão. O Brasil pode ter um futebol mais valorizado e nosso camisa 11, apesar de certa rejeição, já é ídolo dos novos torcedores, ídolo de torcedores rivais. É admirado e temido. É a promessa de novos ventos para nosso esporte, como um todo. Acho mesmo que até os outros esportes ganhariam com isso.

E se o Ganso pensar direitinho, verá que o melhor é ficar aqui também. O título hoje fará uma tremenda diferença para todos. Esse título hoje vai além da glória santista, para além de mais um triunfo grandioso de nosso glorioso alvinegro praiano. Está em jogo hoje uma nova cara do futebol brasileiro. Claro que mudanças extra-campo também são necessárias, mas tudo ficará mais fácil com o título.

E falando em extra-campo... de novo... manchete de Neymar certo com Real Madrid bem no dia da decisão. É impressionante como a imprensa é ridícula. Deixa pra lá. Todo jogo foi assim, não seria agora diferente. E isso nos fortaleceu sempre. Então, agradeço novamente pela motivação para o campo!

Porque é em campo que o futebol se resolve. E independente do clima já ganhou ou não, hoje deveremos ter um jogão! O Pacaembu todo de branco, lindo demais, vai empurrar o Santos. Só que o Peñarol é um time acostumado a jogar se defendendo e saindo nos contra-ataques. Então, não haverá moleza. E porque nada é fácil mesmo, com emoção é mais gostoso.

Se o Peñarol é perigoso, nosso time é implacável. Hoje contaremos de novo com um Adriano aplicado para anular o melhor jogador deles. Hoje contaremos com um monstro no meio-campo chamado Arouca. Hoje é dia de redenção de Elano, em um grande cruzamento ou em uma bomba de fora da área. Durval e Dracena, entrosados, hoje serão nossos guardiães novamente. O beato Rafael, poderá se canonizar, principalmente se formos para os pênaltis, mas prefiro nem pensar na possibilidade. Também hoje teremos um Léo recuperado e um Danilo sempre participativo em nossas laterais, defendendo e atacando. Que hoje Zé Love faça seu gol mais importante com a camisa do Santos. Quem sabe Maikon Leite também não faça o seu. Os dois últimos nos darão tchau hoje...

E hoje teremos a dupla que fará ainda muita história no futebol: Neymar e Ganso. Craques com potencial para gênios. Ganso recuperado poderá dar aquele passe de classe que nos faltou tanto nos últimos jogos, aquela brilho no meio-campo para abrir essa defesa complicada do Peñarol. E Neymar! Ah... hoje é para calar aqueles que te chamam de cai-cai. Porque a torcida do Santos está do seu lado e te apoiará sempre! Hoje é dia de você começar a construir um novo capítulo na história dos melhores do mundo. Se comer a bola hoje e for bem na Copa América, aposto em Neymar como um dos três indicados para melhor do mundo no final do ano.

É hoje! Então, que a corrente pra frente se forme novamente! O Pacaembu, e eu estarei lá, não vai parar de cantar, não vai parar de vibrar. E todo santista, onde estiver, terá que fazer o mesmo. A Vila estará com os portões abertos para receber todos, outros locais também terão telões. Vamos empurrar nosso Santástico para esse conquista. E que nossos jogadores possam também beijar esta taça ao final da partida.

#PracimadelesSantos

quarta-feira, 15 de junho de 2011

A batalha final vai começar!

Está certíssimo o McFly. Esta foto do Rodolfo Rodrigues com Rafael e Aranha ficou belíssima. Que esta luz sobre a cabeça de nosso camisa 1 da conquista de 1.984 ilumine nosso beato Rafael. Porque #Hojetem lá no Uruguai e nosso camisa 1 atual será fundamental para um bom resultado nesta primeira partida, nesta primeira batalha final.

Rafael foi beatificado no jogo contra o América do México e tem tudo para ser canonizado nestas finais. Nosso guarda-redes será importantíssimo hoje, pois o Peñarol virá para cima, empurrado por um Centenário lotado e apaixonado. Apesar de não haver a questão de gol fora, um empate ou uma vitória por um gol de diferença será sensacional. E podemos contar mais uma vez com o sempre inspirado Rafael nessas situações. Ele é bom demais!

E é bom lembrar que o time uruguaio não é baba que andam apregoando por aí. O time Peñarol é muito bem azeitado, bom toque de bola e um atacante perigoso. Os aurinegros não estarão para brincadeira hoje, mas o alvinegros praianos também não estarão. E se o Santos tiver equilíbrio emocional no início da partida e conseguir encaixar bons ataques com Danilo, Elano, Zé e Neymar, tem tudo para conseguir o resultado para colocar a primeira mão na taça.

A corrente para frente estará formada mais uma vez. Não tem vulcão, não tem especulação (para variar mais uma, agora com Neymar no Real), não tem nada que quebre esta corrente. E vamos daqui mandar vibrações positivas para o time se encaminhar para, enfim no Pacaembu na semana que vem, sermos Tri-Campeões da Libertadores.

E Neymar avisou, nada, nem ninguém o tirará agora do Santos. Então, se liga manezada. E Neymar seja um vulcão hoje e sempre.

#PracimadelesSantos

quarta-feira, 1 de junho de 2011

#VamosserTriSantos

Haja coração! O Santos ligou mesmo o módulo com emoção. Semana passada deu a lógica, vitória do Peixe, por um a zero. Só que #Hojetem de novo e será no Paraguai. E não haverá moleza.

O Santos vem jogando bem, criando inúmeras oportunidades. É bem verdade que, na semana passada, o time começou mal. Apesar da necessidade de descanso para não contundir mais jogadores, o Peixe começou em rotação lenta até uns 15 minutos do primeiro tempo. Depois dominou amplamente o jogo e venceu.

Mas dá para ser mais. Eu não sei se é módulo emoção, só sei que o Santos agora deu para vencer só de um a zero. É para nos matar do coração. O time joga bem, mas está errando muito no arremate. O Santos poderia ter vencido pelo menos por dois ou três gols de diferença, em uma conta modesta de gols perdidos.

O pessoal quer ver se o torcerdor enfarta! Mas tudo bem... O importante é o resultado e o fato de o time estar jogando bem. E isso causa um problema para comentaristas. Já tem os catedráticos da bola afirmando que os placares são reflexo do estilo Muricy. Isso mostra bem que os caras comentam a partir de estereótipos e não a partir do jogo que aconteceu. Deixemos para lá!

E tem que deixar porque #Hojetem mesmo. A corrente pra frente se formará e mandará energia para empurrar o Santástico. E hoje tem tudo para darmos mais um passo importantíssimo rumo ao Tri da Libertadores! Não será fácil, mas o Santos tem camisa, tem time, tem gana, tem técnica, tem raça, tem o que é necessário para ser um vencedor. E acredito em mais uma vitória nossa, mesmo o jogo sendo lá. E mesmo sem poder ver a Larissa Riquelme peladinha... apesar que isso todo mundo já viu.

#PracimadelesSantos

quarta-feira, 25 de maio de 2011

No embalo do Pacaembu

#Hojetem de novo um Pacaembu parecendo um mar branco, vibrando e cantando pelo nosso Santático. #Hojetem uma corrente pra frente, que não se quebra, que protege nossos jogadores dos invejosos de plantão. #Hojetem contra o Cerro, time que já enfrentamos na primeira fase, empatamos em casa e vencemos fora, mas hoje é diferente e o histórico não conta. Pois #Hojetem semi-final de Libertadores e o bicho vai pegar.

Muitos podem pensar assim mesmo: "O Santos já venceu esse time, então, vai vencer de novo". Eu não. Porque futebol não é uma conta de matemática. Futebol envolve muito mais. Para mim, o Santos venceu esse time e vai vencer de novo, porque vai empurrado por nós de todos os cantos do mundo. Vai vencer porque tem um time melhor, mesmo sem o Ganso, o Santos pode fazer uma boa vitória hoje e encaminhar a classificação a mais uma final de Libertadores.

Bem disse nosso já beatificado Rafael que hoje é outra coisa. Hoje nós vamos vencer porque temos vontade de vencer hoje e não porque ficamos olhando o que já aconteceu no passado, mesmo que seja um passado tão recente.

A gana desse time está renovada. O descanso no final de semana foi muito bem vindo e os reservas não fizeram feio ante a um Internacional praticamente completo. Então, esperamos ver hoje um time com mais gás, menos estressado. Acho que muito dos gols perdidos nos últimos jogos vem dessa coisa de não ter descanso. Acredito em muitos gols do Santos hoje.

Infelizmente, hoje não estarei no Pacaembu. É missa de 7º dia de meu amado pai. Meu pai lutou contra um câncer durante um ano. Foi um guerreiro. Nunca desistiu da vida. Meu pai foi quem me ensinou a paixão pelo certo, pelo saber e também pelo Santos. Aprendi muito com esse grande homem, que deixou tanta coisa boa. Onde ele está, está feliz com o nosso time também e iluminando a todos da nossa família e nossos amigos. Te amo, Pai!!!

#PracimadelesSantos

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Onze contra Once - A volta

Para ser campeão tem que pensar grande e é assim que o Santos pensa. Bi-campeão paulista! Esse post vem para comemorar o título sobre o rival e fazer mais uma prévia do jogo do dia.

Quando o Santos foi jogar lá contra o América, disse que estava motivado, pois tinha acabado de eliminar um grande rival no Paulista. Vitória chama vitória! É assim que funciona. O Santos manteve foco nas duas competições e levou o Paulistão já e se mantém na Libertadores. Já o time do Morumbi, além de ficar de fora do Paulistão, acabou sucumbindo na Copa do Brasil.

Quando um time quer ser campeão, tem que querer ser campeão de tudo. Ser campeão só da metade dos títulos que joga é um erro. Explico: os jogadores nunca relaxam se você sempre entra para vencer, agora se entra sem obrigação em algum jogo, ele pode se condicionar a não dar o máximo e falhar justo no jogo que for importante.

Quer dizer que ser campeão de tudo é a solução para vencer tudo? Não. Mas é o caminho. E foi o caminho vitorioso que o Santos fez até o Bi-Campeonato Paulista! O Santos é o time mais vezes Bi-Campeão do torneio. E o título agora veio contra um grande rival. Se ano passado, na Copa do Brasil, o time já tinha atingido a maioridade, agora, já pegou seu diploma de nível superior e não deixa mais dúvida em relação a qualidade de seus jogadores. Quem ainda contesta o quão craque é o Neymar é ruim da cabeça e nunca teve uma bola no pé.

E é no clima de vitória, cansado, mas mais do que nunca motivado, que #Hojetem em um Pacaembu todo de branco novamente. Estará lindo, lindo, lindo, para receber nossos campeões, nossos Bi-Campeões! Que agora miram a América. Agora é o topo. Agora é mirar a coroação de uma geração sencional, de um time que é Santástico.

Vencemos o bom time do Once lá, mas não dá para achar que é jogo ganho. Essa vitória marcando só um gol lá fora só dá a vantagem de empate mesmo. E se a vantagem é empatar, é quase não ter vantagem. Então, é hora de deixar o cansaço de lado, se motivar com a chance de levantar o segundo caneco, para não ser surpreendido por este bom time colombiano de ataque rápido. O Pacaembu será o foco da corrente pra frente! Mas os santistas em toda parte tem que empurrar o time a mais essa vitória.

E vai aqui o vídeo do ataque avassalador do Campeonato Paulista. Mais uma vez, o melhor! Que ele lembre que, apesar de ter uma boa defesa, o caminho do Santos sempre será fazendo muitos gols. E até o Arouca desencantou para essa realidade e fez seu merecidíssimo gol na final contra o Caim-Irmão da Marginal. Gol profético, gol do Monstro da Vila!



#PracimadelesSantos

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Once contra Onze - A ida

#Hojetem, nação santista! E será em Manizales, Colômbia, contra o sempre surpreendente Once Caldas. Assim como foi contra o América, o Santos tem nova oportunidade de revanche contra um adversário na Libertadores. Em 2004, o time colombiano foi campeão da torneio nos eliminando nas quartas de finais.

E para variar, antes de jogo decisivo para o Santos na Libertadores, temos que ler novamente sobre especulações da ida de nosso Maestro ao Caim-irmão da Marginal. Eu fico só impressionado com o timing de determinados setores da imprensa em só soltar essas "pérolas" justo nesses momentos onde o time está concentrado. E depois vem com notinha falando que não tem intenção nenhuma além de informar. Ética para que mesmo, não é? O importante é vender.

Então, apesar de ser o único time do Brasil na Libertadores, o único grande time do Brasil com maiores chances de levar os dois torneios que está jogando, vamos ter que esquecer o extra-campo, pois estão tentando tumultuar. E vamos novamente fazer nossa corrente pra frente e mandar nossas boas vibrações para Manizales, contra tudo e todos como sempre. E dessa vez a energia terá que ser forte, pois a Globo finalmente passará o jogo do Santos, ou seja, muitos secadores estarão de plantão.

O time do Once está em uma crise financeira, os jogadores não recebem há três meses. Mas se pensarmos no que aconteceu em Sete Lagoas, na cucaiada do Cruzeiro, não dá para achar que isso dará alguma vantagem ao Peixe. Até pode ser desvantagem, pois os jogadores do Once Caldas sabem que se vencerem, talvez o dinheiro venha mais fácil.

E o Santos vai desfalcado de Ganso e Arouca, peças fundamentais em qualquer time do mundo hoje, até no Barça eles fariam falta. Só que são nesses momentos que podemos provar que temos um grupo forte. Temos hoje, fácil, o melhor jogador em atividade na América. Além disso, temos três jogadores jovens que conquistaram, junto ao melhor da América, o título sulamericano sub-20 de seleções, no início deste ano. Ou seja, temos talento com até uma certa experiência. E são neles que o Santos depositará boa parte de suas fichas.

Se o Danilo voltar a suas boas apresentações, o meio campo está conciso, marcando bem e saindo para o jogo. Alex Sandro deve começar no banco, mas pode entrar e ajudar na armação pela esquerda. Ele é ótimo jogador e sempre substitui o Léo muito bem. Alan Patrick entrou bem no início do segundo tempo contra o Corinthians, precisa ser mais constante e hoje será sua grande chance de ganhar destaque com o Manto Sagrado. E do Neymar nem precisa falar, né?! O moleque joga muito!!!

E independente de qualquer coisa que especulem ou tentem tumultuar, é em campo que o futebol se resolve. Tomara que um dia as pessoas entendam isso. O Santos deu mostras disso até agora espantando as tentativas de se plantar uma crise na Vila. Essa molecada mais Elano inspirado, São Rafael iluminado, Jonathan e Léo aguerridos, Dracena e Durval entrosados e um Adriano focado são osso duro de roer. Por isso creio em mais uma vitória em Manizales.

#PracimadelesSantos

quinta-feira, 5 de maio de 2011

A explicação: Futebol, só isso...

Parem as máquinas! Ninguém, absolutamente ninguém, nem mesmo o mais pessimista (alguns diriam otimista), apostaria nos resultados da noite de ontem, onde os quatro brasileiros, grandes favoritos ao título da Libertadores, foram eliminados, praticamente enxotados! E eu tinha que escrever sobre isso, pois muitos agora tentarão falar de bruxas, destino, mapas astrológicos. Muitos tentarão explicar aquilo que é inexplicável!

Mas para mim, o que aconteceu ontem foi o que mais é legal no futebol, a ilógica, o imponderável! Se há um motivo para o futebol ser o esporte mais amado no mundo é o fado de ele não ter nenhuma relação com a previsibilidade, de ele ser talvez o mais injusto do esportes, pois nem sempre quem joga melhor vence. E quando estamos em uma competição eliminatória, o famigerado mata-mata, a potencialidade de tudo sair daquilo que era esperado aumenta exponencialmente.

Sendo assim, eu não entendo porque as pessoas ainda se surpreendem tanto com o futebol. Pior! Tentarão explicar mil coisas sobre tudo que sair daquilo que for compreensível para suas caixolas. Eu prefiro apenas curtir tudo isso, pois para mim é isso que é a chave de tudo.

E fora as bolas foras, os falastrões. Imaginem, o Grêmio tinha uma missão dificílima, mesmo assim anunciavam de vento e poupa o Gre-Nal do século, o clássico gaúcho na Libertadores. O Cruzeiro, tido por muitos como o melhor time de 2011 no Brasil, simplesmente andou em campo esperando o árbitro apitar para começar a se preparar para pegar o Santos. Ontem mesmo, eu apontei esse placar. Ainda bem que coloquei um provavelmente na frase para não ficar feio! O Fluminense também andou em campo para esperar o tempo passar e deu no que deu, após a belíssima vitória que conseguiu no Engenhão, onde foi chamado de guerreiro e de que só joga quando é ameaçado.

Não é que o futebol não tem nada provável, mas o improvável é o que sempre está para acontecer. Os times brasileiros, teoricamente, eram superiores, mas futebol não é feito no papel e em campo é preciso se doar. Aliás, venho alertando isso e escrevi sobre isso no primeiro jogo do Santos contra o América. Sendo assim, é preciso ligar o alerta para não cometer os mesmos erros, nunca entrar no clima de já ganhou.

Agora os 4 times não mudaram simplesmente do dia para noite de grandes times em catados de pernas de pau. É que no futebol é assim mesmo.

A gente ainda acha que ele caminha para um dia ser algo mais próximo de uma ciência exata, mas para nossa sorte, coisas como essa de quarta acontecem. E vejam, na tarde de ontem mesmo, o Manchester meteu 4 a 1 no Shalke 04, comprovando todo o favoritismo que lhe era atribuído. O que vai se fazer? Futebol simplesmente acontece e não tem como prever.

E o Santos com isso?

Tirando a questão de jamais entrar no oba-oba, o Santos não ganha nada com isso que aconteceu. Aliás, se brincar até perde um pouco. Se o Cruzeiro tivesse se classificado, o Santos faria na semana que vem o jogo de ida na Vila, ou seja, sem ter que se desgastar com viagem. Agora tem viagem e jogo na altitude, bem entre as finais do Paulistão.

E não dá nem para dizer que pelo menos vamos ter a vantagem de jogar contra um time fácil, para quem não lembra, foi esse o time que eliminou o Santos da Libertadores de 2004 e, queiramos ou não, acabou de eliminar, fora de casa, o bom time do Cruzeiro. Então, não haverá moleza! (Ainda sim, devo confessar que eliminação de Cruzeiro me muito deixou feliz, pois comprovou minha tese sobre o Cuca. E mais, ontem o Cuca mostrou que é covarde, além de zicado, ao dar uma cotovelada em Rentería e ainda dizer que não fez nada.)

E fica a dica para Muricy, depois de se classificar com o Santos, fazendo um jogo dificílimo contra o América, ontem os 4 últimos algozes dele caíram na Libertadores, na seqüência: Inter, Grêmio, Fluminense e Cruzeiro. Os quatro bateram o técnico, quando este ainda estava no Morumbi. Sendo assim, podemos achar que agora vai, né Muricy?

Por fim

Queria só fazer rápido comentário sobre o que é o futebol também. Se a imprevisibilidade é tempero fundamental, a alegria nas comemorações de gol é indispensável. Ontem, Alecsandro marcou um gol pelo Vasco, contra o Atlético-PR, em plena Arena, e saiu comemorando fazendo uma careta tal qual fazia seu pai Lela, jogador do Coxa na década de 80. O centroavante do time da Colina tomou um amarelo por isso. Ou seja, comemorar já não pode mais! Triste caminho para o futebol. Por isso aplaudo a iniciativa da Nextel junto com o Neymar de promover o primeiro campeonato de comemorações, para premiarmos o bom humor e a alegria, dando um chega para lá nos ranzinzas e hipócritas.


quarta-feira, 4 de maio de 2011

O Guarda-redes

Não tinha como começar o dia hoje e não vir aqui agradecer ao Grande Goleiro Rafael. Ontem, ele fechou muito o gol. Ontem, tal qual um vigilante, não permitiu que nada escapasse de seu controle, de sua vista. Esta defesa acima foi a mais bonita dele ontem.

E isso é para ver se os críticos ficam mais pianinho para falar dos goleiros do Peixe. Não estou dizendo que os goleiros que temos a nossa disposição são os melhores de todos os tempos, mas não devem nada à grande maioria que está atuando. O Rafael é muito bom goleiro e não sei porque ainda é tão perseguido pela imprensa e uma parte da torcida. A partida dele ontem, sendo disparado o melhor em campo, sendo o principal jogador para nossa classificação, é para calar de vez todos esses que não sabem o que falam. Ontem, ele iniciou a sua beatificação.

Arrebentado

Ontem o time do Santos não jogou bem, Muricy vendo isso recuou o time todo, até porque não tinha muita opção e contou com a grande inspiração do Rafael. Mas Neymar, Ganso, Danilo, Arouca... ninguém ontem jogou bem. O Léo foi o que mais se destacou na linha, ainda sim não foi um primor. Agora, mesmo com todo mundo mal, sem ter opção de banco, não dá para ter mais a possibilidade de Possebon em campo. Entrasse o Pará, mas esse cara tem que ser expulso do Santos.

E o cidadão aí só entrou porque o monstro Arouca saiu sentindo um contusão. Provavelmente estará fora da primeira partida final contra o Corinthians, no Pacaembu. Além do bom acerto tático desde que chegou, o Muricy contou com o retorno dele aos gramados para acertar de vez o sistema defensivo. Não tê-lo será um problemão. Mas esse é preço que se paga por calendários tão mal feitos. Eu não sei porque a Libertadores tem que ser jogada em um semestre só. O Santos jogou no sábado, só conseguiu chegar na segunda e teve que jogar ontem de qualquer jeito. O próprio América jogou no domingo, ontem e quinta entra em campo de novo, desta vez pelo octagonal mexicano. É loucura! Pois quem perde com isso é a própria competição que tem menos atrativos com tanto time desgastado.

Enfim, não está nada mole a vida do Peixe. Os quatro próximos jogos serão pedreira de novo: a final do Paulista contra o Corinthians e quartas da Libertadores contra o Cruzeiro, provavelmente. Só clássico! E não vem com papo que não tem que jogar a sério o Paulista. A final será contra um grande rival e com cara de revanche, por conta do que se passou em 2009, não tem como ser diferente. Assim como o Santos fez certo em jogar completo contra o São Paulo, entrará com o que tiver de melhor no domingo.

Se o Santos não jogasse completo contra o São Paulo, perdesse e ontem fosse eliminado da Libertadores, os mesmos que acham que o Santos deveria priorizar, diriam que agora o time está de férias antecipada porque não teve gana de vencer tudo. E eu acho que o time tem que vencer tudo o que estiver jogando. O que de melhor estiver no elenco, tem que ir a campo. Agora, se o jogador estiver para estourar, é normal preservar. Senão, tem que ir para a guerra.

E será guerra de nervos no domingo. O Corinthians jogará para salvar o semestre e o centenário, está descansado e só terá de desfalque o Alessandro. O Santos ainda não tem como saber quem vai entrar em campo, espero que todos possam estar bem e até porque quarta teremos o Cruzeiro. O favoritismo para domingo é do time que quer todos os nossos jogadores (é impressionante, já estão dizendo que o Ganso já até assinou com os caras), mas o Peixe tem condições, apesar das adversidades, de conseguir uma boa vitória e levar um bom resultado para a Vila.

#VaiSantos

terça-feira, 3 de maio de 2011

Apoio em qualquer horário

Sábado passado, o Santos mostrou como misturar consistência tática com futebol ofensivo. Em pleno Morumbi, para o maior público do estádio neste ano, o Santos suportou a pressão inicial do São Paulo e impôs seu ritmo e futebol no segundo tempo. Mais uma vez eliminamos o São Paulo em uma semi-final e desde 2005, tirando apenas 2008, estamos disputando novamente o título paulista, que não é o maior título do mundo, mas dá moral para uma boa temporada.

E é com moral elevada que #Hojetem contra o América, "em" México. A diretoria tinha tentado um vôo fretado ao país do Chaves, mas por razões de disponibilidade e boa vontade das companhias aéreas não foi possível. Então, de vôo de carreira seguiu o Peixe, demorou a chegar, pois as condições climática não permitiram o pouso imediato ao chegarem à Cidade do México. Depois ainda teve que pegar 220 km de ônibus até Querétaro, pois o jogo não será no tradicional Azteca por conta de um show do U2. Apesar de viajar tanto, o Santos pode ter uma vantagem de jogar fora da altitude, ainda sim, só dá para citar isso para não ficar reclamando de tudo.

Outro problema para o jogo será a ausência de Elano, várias decisões cobram seu preço. Mas como citei lá em cima, o Santos chega com moral elevada. Apesar da viagem e da baixa de nosso camisa 8, o Santos vem de um jogo onde eliminou um grande rival. Antes, o Santos passou da primeira fase da Libertadores quando a maioria já o dava como eliminado. O Muricy deu padrão tático ao time, elevou a confiança dos jogadores. Uma coisa que reparava era a queda de rendimento do time no segundo tempo e o Muricy mudou isso, e sábado foi a prova. Aliás, sábado Ganso e Neymar fizeram o que há muito não faziam, os dois jogarem bem uma partida. A dupla dinâmica está quase 100% de novo!

Então, precisamos outra vez formar a corrente pra frente. Hoje às quinze para onze da noite, santistas de todas as partes do Brasil, e do Mundo, estarão ligados em uma só sintonia para empurrar, mesmo de tão longe, nosso Peixe a mais uma vitória e conseqüentemente a próxima fase da Libertadores.

Hoje só isso importa e como o jogo é tão tarde, o dia demorará uma eternidade para passar!!! Mas o fato é que estaremos sempre onde e a qualquer horário prontos para apoiar o Santástico de Vila Belmiro.

#PracimadelesSantos

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Começam as grandes batalhas

Eu nunca entendo o que querem, mas com certeza não é nada em benefício ao Santos. Sempre antes de uma decisão são feitas especulações, Ganso sempre está em pauta e com envolvimento do traíra-irmão da marginal. Até para o Danilo está sobrando e já falam em mais discórdia Santos vs. DIS, a despeito da própria DIS ter oferecido jogadores ao Santos, mostrando que há possibilidade de conversa.

Mas é assim mesmo e há muito tempo. E não é por outro motivo que existem tantos, mas tantos blogues santistas. Porque não dá para depender simplesmente da imprensa para saber o que de fato acontece na Vila Belmiro. E creio eu que esse universo de blogues santistas seja onde há torcedores mais unidos. Mesmo espalhados pelo Brasil, a força dessas opiniões é gigante e incomoda muita gente. É a corrente pra frente.

E a corrente pra frente se forma com enorme força novamente hoje, voltando toda atenção a nossa amada e sagrada Vila Belmiro. #Hojetem e é contra os mexicanos do América. O Peixão jogou para o gasto contra o Táchira, em um Pacaembu arrepiante e lindo todo de branco, e contra a Macaca, já pelas quartas do Paulistão. No jogo do Táchira, o Santos poderia ter saído com resultado mais expressivo e até com o primeiro lugar do grupo da Libertadores. Mas até que foi bom ficar em segundo, pois se fôssemos primeiros, pegaríamos logo o penúltimo campeão da competição, o Estudiantes.

Claro que o América não é um adversário fácil. Aliás, na última participação do Peixe na Libertadores, foi o América de Cabañas que nos eliminou. Então, não haverá moleza. Mas é um adversário mais tranqüilo do que ter que ir à Argentina, apesar da longa viagem ao México. Fora que será uma boa oportunidade de termos nossa revanche. Para quem não se lembra, o Santos não passou pelos mexicanos por conta de um gol. Um gol que foi marcado por Kléber Pereira e muito mal anulado no primeiro jogo lá do mata-mata. Enfim, ótimo momento para acertarmos contas, não acham? E este jogo em especial será bom o Santos não jogar para o gasto, pois tem semi-final do Paulista no sábado e depois longa viagem ao México para jogar na terça. Se der para fazer um bom placar hoje, garante tranqüilidade para as próximas partidas.

E as grandes batalhas da Libertadores começam hoje para nós. Ontem, vimos que não dá para dar bobeira, o Grêmio, o imortal que mais morre, deu o alerta. Então, que os jogadores sintam a energia da Vila lotada, o Alçapão voltou. Apitos, cantos e apoio incondicional. E é isso o que os jogadores encontrarão e é nesse ritmo temos tudo para comemorar mais uma vitória nessa noite.

#PracimadelesSantos

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Um manto com muito peso

Místico! Não tem jeito. Ele, o Rei, o vestiu e com ele fez seu reinado. Magistral reinado. E antes do Rei e depois dele também muitos vestiram esse manto branco e lembraram ao mundo que o importante do futebol é o gol. E de gol que temos fome, nós santistas, e queremos gols no jogo de logo mais.

E #Hojetem e tem no Pacaembu. E diferente do que foi na semana passada, o Santos vive um momento de paz. Parece que os 99 anos fizeram muito bem ao espírito do grupo. Claro que houve uma conjunção de fatos novos, mas tudo tendo culminado com data de aniversário de 99 anos ficou com cara de roteiro épico - e que seja épico este ano de 2011 para nosso Gloriso Alvinegro Praiano!

Mas a epopéia santista de 2011 está longe do fim e o jogo de hoje é fundamental para termos um final memorável. É importante lembrar que, em momento algum nessa Libertadores, o Santos deixou de depender apenas de seus próprios resultados para se classificar, apesar de textos que muitos publicam em seus jornais ou portais. Aliás, estes ficaram de um silêncio depois da vitória contra o Cerro, se bem que alguns ainda insistem em não dar o braço a torcer. Uma pena.

E depender de si é fundamental, mas não diminui a responsabilidade, aumenta. Então, o Santos não pode entrar no clima de já ganhou, a torcida não está neste clima. A torcida está no clima de expectativa, a torcida está no clima de quem quer a paz com o time. A torcida do Santos lotará hoje o Pacaembu, deverá ter o maior público do ano no estádio e fará uma festa sem igual. Estaremos lá hoje ao lado de cada jogador, com nossos hinos de amor ao Santástico de Vila Belmiro.

O jogo de hoje tem tudo para ser a confirmação dessa nova fase do Santos. O vento das boas novas nos trouxeram Muricy, que fez a equipe voltar a acreditar. E acreditem: foi possível ver de novo os meninos da Vila sorrindo nos últimos treinos, culpa das vitórias e de Muricy. É trabalho mesmo. Os ventos também tiraram do DM o incansável Arouca. O Monstro da Vila faz uma falta incrível e como é bom vê-lo novamente com a 5. Os ventos descortinaram, para os céticos, o bom futebol de Adriano e Danilo, que estão ajudando demais o time, jogam por 20. Foram nesses ventos que as vitórias voltaram para trazer paz entre equipe e torcida.

À noite desta quarta é para ser especial. E será! A corrente para frente estará unida novamente para empurrar nosso querido Santos a mais uma vitória.

#PracimadelesSantos

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Só haverá um presente

#Hojetem de novo e de novo o Santos se vê envolto a mais polêmicas. Polêmicas que começamos a desconfiar que são até plantadas para ver se desestabiliza o time antes de uma grande decisão. E pelo que vimos na semana passada, parece que funciona, tanto que tivemos importantes baixas para hoje.

Só que hoje é diferente. Hoje o jogo será longe e isso traz a vantagem de o burburinho não ficar tão próximo do elenco e é claro que a desvantagem de não podermos atormentar o adversário e cantar nossos hinos de amor ao Peixe para que time se sinta empurrado à vitória.

Só que hoje é diferente não só por causa disso. Há 99 anos, em um mesmo 14 de abril, nosso Glorioso Alvinegro Praiano surgia para o mundo. Nasceu grande e durante todos esses anos se tornou um dos gigantes do esporte bretão. Então, hoje - e é preciso repetir muitas vezes a palavra hoje - só haverá um presente possível que é a vitória contra o Cerro. Só isso nos trará a satisfação de comemorar esta data tão bonita!

Peço a você, Maestro, que leve o time à vitória. Você e o professor Muricy são nossas esperanças. Mas muito mais você, pois hoje será você quem estará em campo, você é que poderá se doar ao máximo e você é quem é o gênio da história.

Não quero saber de polêmicas, nem de descer o sarrafo em ninguém. Mais uma vez peço a torcida do Santos que seja mais Santos. Hoje não poderemos estar lá, mas vamos com o coração mesmo, com nossos pensamentos positivos para ajudar o time. Pois trazendo a vitória, o Pacaembu estará lotado para ver a classificação contra o Táchira.

É isso. Parabéns, Santos Futebol Clube! Santos, meu amor!

#PracimadelesSantos

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Desabafo

*eu escrevi o texto ontem, quinta, mas o blogue me sabotou! mas foi bom porque ontem tínhamos mesmo que voltar pensamentos e orações para as vítimas do Rio...

Ontem a torcida foi exemplar, apoiou, mesmo quando o time estava bobeando em campo e principalmente quando estava desfalcada de dois jogadores. Nos 90 minutos, não nos importamos quem estava errado no nosso time, tinha que levar o time à vitória, pressionando a arbitragem, infernizando com apitos o Colo Colo e cantando nossos verdadeiros poemas de amor ao Peixão.

E vencemos e até convencemos, mas é preciso olhar para os problemas e eles são muitos. Apesar da péssima atuação do árbitro, que complicou o jogo, não teve critérios nos cartões e, mesmo sem saber a regra e muitos não sabiam mesmo, eu não sabia e lembro até ano passado o caso dos bonés contra o Naviraiense, o Neymar e todo time estava muito nervoso. O que o Elano fez foi de uma infantilidade ímpar e o Zé Eduardo precisa realmente pegar suas coisas e ir para Itália, pois já não está com a cabeça aqui faz tempo. A alegria do ano passado deu lugar a um pilhamento de nervos sem necessidade. Os jogadores parecem ter comprado a história que aquela irreverência criticada pela imprensa precisava desaparecer e não é assim.

O time está todo tenso e o caso Ganso só faz aumentar essa tensão. O Colo Colo tem um time bem mais ou menos, minha gente, e quando o Santos resolveu jogar um pouquinho fez os gols, com facilidade, com beleza, precisão, com jogada coletiva e jogada individual e é assim que tem que ser. Mas coisas como essa do Ganso faz o grupo ficar rachado, enciumado com tantas cifras que se falam e com tanta atenção dada, principalmente aqueles que estão carregando o piano como o Danilo. É preciso resolver.

O caso do Ganso me entristece, pois teve a torcida ao lado dele o tempo todo e, de repente, não mais que de repente, ele vira as cotas ao Santos para se aliar ao DIS, empresa que investe no futebol, mas que está em litígio com o Santos. Jogadores de dentro do elenco, de fora do elenco, gente com tarimba, com vivência, com currículo está tentando alertar ao atleta o mal que ele está fazendo a própria carreira, forçando a barra para fechar a porta mais importante para ele no futebol, a porta do time que o projetou para o mundo. Espero sinceramente em momento de virada nesse caso e que acabe com o surpreendente selo da paz entre Ganso e diretoria.

Ah... Diretoria. Eu te elogiei demais no ano passado e não removerei um ponto daquilo que eu disse, mas é preciso manter o mesmo rumo, manter a seriedade. Acho que fez bem ao demitir o Adilson Batista, mas demorou demais ao contratar o novo técnico. O Adilson tinha que sair, mesmo com os cornetas da imprensa dizendo que não. Eles não entendem, não viam um time mal montado, mas treinado, péssimo na situação física, escolhendo erradamente os jogadores para as competições. Mas demorou a vir o Muricy. Quase que não deu mais tempo e isso custaria o planejamento de todo um ano. E ainda pode custar.

O Santos como time precisa voltar a sorrir. Ah... e como precisa. Essa sisudez toda, culpa desses acontecimentos, culpa da imprensa que parecia de fato incomodada com a irreverência, precisa ir embora, para ontem. E Muricy, por favor, meu amigo, não traga a sua. Una esse grupo, faça-o sorrir novamente, incentive as dancinhas e até as máscaras. Porque essa da máscara foi ridícula a expulsão do Neymar, acho que o árbitro tinha obrigação de analisar o caso, punir com o amarelo foi demais. Mas é passado e o futuro dependerá de o Muricy e todo o grupo voltar a sorrir.

A torcida já mostrou que vai estar do lado de vocês, mesmo com os problemas, na hora do jogo é Santos, é coração. Então, que volte a ser Santos completo, com molecagem e irreverência, pois essa é a marca desse time, esse é o caminho para as vitória.

#VaiSantos

quarta-feira, 6 de abril de 2011

#Hojetem

E tem um time de uma camisa pesada. Quando adversários entram no estádio Urbano Caldeira, lotado, e vêem o manto branco do outro lado do campo, pronto para o jogo, é impossível não lembrarem toda a história que ali existe, quantos craques por ali já passaram.

Hoje tem uma equipe de jogadores de seleção brasileira. Independente dos problemas, Ganso, Neymar, Elano, Léo, Danilo, Alex Sandro, Alan Patrick, Edu Dracena, todos eles, seja em categoria de base ou no profissional, já vestiram a amarelinha, ou seja, alguma qualidade eles possuem e não é hora de cobrarmos com xingamentos, mas de incentivarmos esses jogadores a extrair o melhor deles a favor do Peixe.

Hoje a torcida tem que ser santástica, como foi tantas vezes ano passado nos jogos na Vila pela Copa do Brasil. Tem que lotar, tem que cantar, tem que infernizar o Colo Colo e tem que apoiar, dar carinho para nosso time. E se não for assim, não será.

Claro que estou vendo muita coisa errada e até queria ter escrito sobre essas coisas antes. Mas hoje não, hoje é corrente para frente, é vibração positiva, é torcida pura, é coração!

#PracimadelesSantos

sexta-feira, 4 de março de 2011

E não teve...

Saudações alvinegras praianas a todos!

E não teve. Pois é, não teve Santos na quarta-feira que passou. Quer dizer, teve um pouquinho, no final do primeiro tempo e até o gol no segundo tempo. Depois... ah depois parou e mesmo assim não vencemos graças ao um erro infantil do Dracena.

Fiquei certo de que o grupo é fraco, pois jogamos com o time mais forte do grupo que é ruim, bem abaixo do que o Santos pode render. Mas aí está o problema, o Santos render. Eu vou esperar, novamente temos que esperar. Esperar que a folga de carnaval para Elano, Léo e, principalmente, Neymar surta efeito, pois eles precisam. O Léo está velho, não agüenta toda hora jogar forte, o Elano passou aí um problema de separação, apesar que dizem que está pegando a Nívea Stelmanm e aí não tem desculpa de tristeza, hein?! E o Neymar está fora de forma, cansado, precisa faz tempo, deveria já estar fora do time faz tempo.

Vamos esperar, o Martelotte nem foi bem, nem foi mal, foi razoável, mas o time está ainda muito desfalcado. Amanhã, no fabuloso horário da 21 horas de um sábado de carnaval, o Peixe pega o Oeste para treinar e espero que seja um bom treino.

Uma coisa para mim está cada vez mais certa: a demissão do Adilson foi em boa hora. Seremos campeões por conta disso? Não sei, o provável é que não. Mas com ele não seríamos de jeito nenhum. O Santos se arrasta em campo, está pessimamente no condicionamento físico e isso é culpa do técnico.

Até semana que vem não saberemos que será o técnico, mas temos a boa perspectiva que o Ganso volte contra o Bota na Vila no sábado. E eu estarei lá. E contra o Oeste, sábado de carnaval, acho que vai se fuder, FPF!! Só depois é que vou para o samba!

Pra cima deles, Santos!!!

Obs.: não consegui escrever na quinta, então meu sangue esfriou e não falei um monte de coisa que eu estava pensando ontem. Contudo , Edu Dracena, você é...


E digo mais! Cada jogador do Santos deveria fazer com você essa tortura do James Bond. Estou postando só a figura, por motivos de direitos autorais, não consigo colocar o vídeo no blogue. Quem se interessar, clique na figura que levará diretamente ao vídeo.

quarta-feira, 2 de março de 2011

Hoje tem que ter


Saudações alvinegras praianas!!!

Hoje tem! E tem que ter grande futebol, senão... ah... bicho pega. E tem que pegar para os jogadores, que andam um tanto quanto acomodados, não acham? E não estou falando de Neymar, pois nem teve tempo de mostrar jogo mesmo. A jóia foi explorada no sulamericano e está sem condições físicas, abaixo do peso, destroçado nos músculos. Mas o resto do elenco...

Eu era a favor da saída do Adilson Batista. Apesar de nos últimos textos me dizer surpreendido com o trabalho do técnico, surpreendentemente ele voltou àquilo que se esperava dele. A questão que precisa ficar clara é que quem não é santista praticamente não entende bem a saída do técnico, talvez os corinthianos entendam, mas a crônica passa longe de entender. Não foram os resultados que o fizeram cair, e sim a falta de perspectiva, um time perdido em campo, não dá para entender porque ele deixou a ofensividade e botou jogadores que vinham bem no banco. A volta do Professor Pardal não foi suportada, principalmente pela passagem desastrosa que ele teve no Corinthians.

O pior é ver o pessoal falando que o problema é o elenco na saída do Adilson, que a culpa é principalmente do Neymar. Não que eu esteja muito feliz com a postura dos jogadores, mas a mídia, paulistana, sobretudo, adoraria ver o Santos ruir. Não sei por que, mas esse é fato. E de fato o Adilson cavou sua própria cova, não escalou bem, não armou bem, não nos deu perspectiva. Minha paciência começou a acabar no jogo contra o Santo André, pois ali as invenções ainda pareciam ter sentido, mas já tinha ligado o alerta para elas pararem. Contra o Norusca, mesmo com Vitória, ficou claro que o técnico não tinha condições. Táchira, Corinthians e São Bernardo só comprovaram o fato.

Contudo, se o elenco do Santos tivesse um pouquinho mais disposto, mesmo o Adilson ferrando o Neymar, colocando-o no meio de campo, o Peixe poderia ter hoje uma vida mais serena. Mas uma má vontade, sobretudo do Senhor Zé Eduardo, paira sobre o elenco. É impressionante. Por mais que o time estivesse mal escalado contra o São Bernardo, era nítida a cadência do time como se tivesse comido uma feijoada antes do jogo. O Santos perdeu mais por isso do que pelo time mal armado. O gol de empate que tomamos sai dessa lesera latente. E o Zé Eduardo se arrastou em campo, não justificando a vaia da torcida em sua saída. A vaia tinha que ser pela substituição seis por meia dúzia.

Enfim, hoje tem! E espero que tenha Santos de novo. Porque não é tão difícil assim ser Santos de novo, basta fazer o simples, basta não inventar, basta não estorvar (vai um cafezinho, Adilson?). E o Martelotte nesse sentido está escolado e deve fazer a melhor escalação, sabe onde cada um rende mais. E ao invés de implorar Ney FRACO a CBF, vamos de Martelotte até ter um técnico com maior prestígio na área. Aliás, até Dunga já foi sondado. Sai pra lá!!! Mas se me perguntarem, eu não tenho dúvida, nem vergonha de falar: Volta, Dorival!

Por ora, vamos concentrar nossa torcida e vibrações para o Peixão no jogo de hoje à noite. Será parada dura, mas dá para vencer bem e sair com o grupo fortalecido. Precisamos lavar a alma e acho que hoje será o dia.

Pra cima deles, Santos!!!

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Ronaldo


Ronaldo, Fenômeno, Melhor do Mundo, Guerreiro, Brasileiro, agora se diz mais em um “bando de loucos”. Ronaldo, hoje, oficialmente, ex-jogador. Ronaldo, um dos maiores que vi jogar, um dos maiores que o planeta bola já teve, planeta bola que parou para vê-lo anunciar seu fim.

Gordinho, se explicou demais para dizer seus motivos para parar. Não precisava, até porque serviu para levantar uma polêmica e ver os mais críticos, como eu, acharem alguns pontos no mínimo duvidosos em suas fala. Não, Ronaldo, não é novidade que você sofre de hipotireoidismo. Desde o Milan todos sabiam disso, e quem se fez surpreso, ou está gagá ou babaca mesmo. E não, Ronaldo, isso não é motivo para você se apresentar tão acima do peso. Claro que com isso fica mais difícil de perder peso, mas o bom profissional se cuida para não engordar, coisa que você não fez. Todo gordinho tem um motivo para estar assim, mas a nobreza está em reconhecer que a gente, e digo a gente por estar acima do peso também, reconhecer que temos feito pouco para ser diferente. E não, Ronaldo, não de novo. A reposição hormonal não geral doping. Ou seja, era melhor não ter falado nada.

Mas mesmo com todos os problemas de lesão - e isso sim o hipotireoidismo influencia, pois retarda a recuperação-, mesmo tão acima do peso, mesmo estando parado há tanto tempo, em sua volta ao Brasil, você, Fenômeno, fez o que estava acostumado a fazer: dar a volta por cima. Foi sempre, não? Você sempre foi talentoso, mas até fome passou para seguir seu sonho de jogador. Depois veio a Copa de 98 e as lesões, você o que fez? Se recuperou, com classe, com estilo, da melhor forma, a forma que só os melhores podem ter, foi Campeão Mundial em 2002, sendo artilheiro e marcando os dois gols da final emocionante contra a Alemanha. Foi eleito de novo o melhor do mundo aquele ano, mas não era estranho ver isso, pois falamos de Ronaldo. Aí sim começa uma parte questionável de sua carreira, onde você parecia estar andando para o futebol. Mas você sabia que não dava para simplesmente parar assim do nada, ainda faltava alguma coisa e por isso você veio para o Brasil... e sim, como já disse no início desse parágrafo, você foi você de novo, fenomenal, deu a volta por cima, brilhou.

Tinha para mim, ainda mais como você tinha terminado o campeonato brasileiro de 2009, que você deveria ter parado ali. Mas o que importa o que alguém pensa além de você? Depois da Copa de 98, muitos queriam te mandar para o INSS. E antes de 2002? E mesmo antes de 2009? Eu mesmo já ‘o tinha aposentado’. Então, só você poderia decidir isso, mas era fato que você já se arrastava em campo e era uma pena ver que apenas um nome estava em campo.

A hora de parar é muito complicada. Poucos, mas muitos poucos mesmo sabem, e podem, para como Pelé parou, no auge, com estrela, com lembranças positivas apenas. E você só você poderia decretar o seu fim, pois médico nenhum mais ousaria em dizer que você não poderia jogar mais bola, mesmo que você perdesse uma perna. As graves lesões que você sofreu foram quase como perder uma perna e você superou voltando a ser melhor do mundo. Então, ninguém, além de você poderia por fim a sua própria carreira. E você achou no Corinthians uma casa onde você teria a liberdade para isso, assim como o Corinthians achou a imagem de credibilidade necessária para apagar o passado recente de escândalos resultados de má administração financeira e corrupção.

Mas é o fim. De um jogador vitorioso individualmente e, sobretudo, com a seleção brasileira. Sim, se Ronaldo é Ronaldo, se deve a Nike, com um projeto fantástico para divulgar sua marca no futebol, achou um garoto boa praça e muito bom de bola na seleção brasileira. Apenas na seleção brasileira Ronaldo ganhou tudo o que foi possível, suas passagens em clubes não foram tão vitoriosas assim, títulos importantes, como o da Champions, ele não conquistou. Aliás, foi o continental da América que ainda o motivava jogar. Mas na seleção, Ronaldo foi sensacional, uma geração de fãs de futebol se deu por conta de suas exibições. Grande, Alejo no International Super Star Soccer. Mas no fim das contas, Ronaldo resolveu jurar amor ao Corinthians, vincular a imagem dele fortemente a um clube brasileiro, coisa que não tinha feito durante sua carreira toda na seleção. Há ônus e bônus nisso, pois muitos gostavam dele e podem criar uma rejeição pela marca Corinthians. Só que é fato que ser eternizado por uma torcida, ajuda a eternizar ainda mais uma imagem, uma marca no Brasil. Se bem que deu a impressão que o Ronaldo é mais ligado ao Andrés do que ao próprio time, ele que vai continuar no Corinthians agora, mas talvez saia assim que o grupo político do Andrés saia do poder no Corinthians.

Gostaria apenas de finalizar agradecendo a Ronaldo, o Fenômeno! Por todos jogadas geniais que ele proporcionou, por todos os gols na seleção que marcou, pela Copa inesquecível de 2002 que jogou. Valeu, Ronaldo!

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

2011 começa com tudo!


Saudações alvinegras praianas!

Como diz o canto: "Troque de camisa e tenha alegria"! É isso mesmo. Se você quer ter alegria, coloque a camisa do Santos e não tem erro, é só alegria!

O ano começou ótimo para o Santos. Era um time que precisa se reforçar e o fez. Talvez, seja o time que melhor se reforçou para temporada, indo ao ponto de suas necessidades e com bons nomes, ótimos negócios.

O Santos também possuía um excedente em seu grupo e também conseguiu negociar quase todos de forma excelente, diminuindo o ônus. Marquinhos, Madson foram se recuperar, meninos como Breitner, Serginho e Rafael Caldeira foram buscar seqüência de jogos para depois se firmarem no Peixão.

E apesar do pouco preparo, com as dificuldade de um elenco ainda bastante desfalcado, o Santos começou arrasador no Paulistão, 11 gols em 3 jogos, 100% de aproveitamento. Essa é a hora de vencer o quanto puder mesmo, pois depois começara a Libertadores e aí as atenções se dividirão. O Adílson já aprontou as suas de professor Pardal, já fez escalações questionáveis e substituições mais questionáveis ainda. Contudo, ele botou esse time para ataca, montou um time objetivo, entendeu com perfeição a vocação do Peixe.

Fora toda a perspectiva que fica ao lembrar que ainda tem muita gente para entrar nesse time, como o Arouca, o Neymar e o Ganso. Ou seja, tudo para ser um ano Santástico. Vai ser campeão de tudo? Não dá para saber, até porque o futebol é dose... Mas o belo futebol, com muitos gols, com proposta ofensiva, isso parece que vamos manter e espero que por bastante tempo.

Ganso

E os empresários mostraram como se faz arranhar a imagem de um ídolo. Sim, a diretoria do Santos não fica arranhada apesar da força que a imprensa faz em botar a culpa nela. Mas o Ganso fica com sua imagem abalada depois do que falou sobre o Santos na semana retrasada.

O Santos já tratou do Ganso da última vez em que ele tinha se machucado na base, mesmo com técnicos não querendo ele por lá, a diretoria sempre o bancou e os técnicos não tiveram vida longa, o Santos manteve a reunião de aumento salarial mesmo sem saber o resultado da contusão do Ganso, o próprio Staff do jogador que dispensou a negociação naquele momento que era difícil para o jogador. O Santos já tinha feito uma proposta muito boa ao Ganso, que não foi aceita pelo jogador, por ficar indo na idéia da DIS e agora por idéia desta empresa foi falar bobagem.

Mas o LAOR vem se mostrando muito bem nesses casos, pôs panos quentes e semana passada chamou o jogador para jantar. Agora é jantar a mente do moleque para ver se ele fica mais de boa, ver se ele larga a DIS e seja feliz pelo Peixão apenas.

Maikon Leite e Zé Love

Com saída anunciadas, apesar da falta que farão, não dá para dizer que não foram maus negócios. Apesar do Santos não ganhar dinheiro com o Maikon Leite, a grana que o Palmeiras ofereceu ao jogador, não dá para o Santos competir. O time verde vai pagar um valor que é praticamente o teto salarial do Santos, ou seja, vai que é sua, Palmeiras!

Mas aí tem um negócio interessante, o Santos se quisesse ficar com o jogador, tinha que pagar coisa de 8 milhões de reais para o Lupi. A Lupi é uma empresa que cuida da carreira do Maikon. Agora, dizem que o Palmeiras assinou um pré-contrato e a multa é de 3 milhões de reais, quem pagar ficará com 100% do jogador. Fora que o jogador já disse que quer ficar e ainda há possibilidade de ver essa multa sendo anulada. Aguardemos... Mas que o Maikon fique ciente que não ganhará toda aquela grana.

Sobre o Zé Love, o Genoa está oferecendo 11 milhões de reais, dos quais 6,6 milhões seriam do Peixe e o restante do jogador e do empresário. Fora o salário que também é muito acima daquilo que o Santos pode pagar. O negócio é ótimo para todo mundo, se o Zé quisesse realmente ficar, não teria ido ver passaporte italiano para jogar no Genoa. E o Santos tem que vender por essa grana.

Uma coisa boa dessa diretoria é que não fica refém de jogador, principalmente quando vem propostas fantásticas por jogadores medianos. Vende mesmo e está certo. Não dá para ficar no nhém nhém. Não adiantar vir jogador ficar viajando.

Elano

Só para dizer que continua sendo SANTÁSTICO!!!