quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Reverenciar a história sim, babaquice não!


Os ouriçados invejosos do reconhecimento dos brasileiros anteriores a 71 continuam com seu chororô interminável, com argumentos estapafúrdios, em que esquecem de pensar na história do futebol e partem para a agressão gratuita, para a ridicularização de idéias. Ou seja, não há espaço para debates, só há espaço para agressões e muita falta de informação.

Isso posto, agora eu quero criticar o querido Presidente Santista, o nosso LAOR. Caríssimo, o título de 1.968 se trata de um Recopa Mundial, é um título de caráter mundial, mas não era a principal competição mundial. É como o Santos hoje, é octa brasileiro e possui nove títulos nacionais, pois foi campeão da Copa do Brasil. O Santos possui três títulos de nível mundial, mas campeonatos mundias mesmo apenas dois. E ponto!

Não me venha com essa balela de pleitear o campeonato de 68 para colocar uma terceira estrela no peito! Isso é ridículo e o Santos não precisa disso. A terceira estrela que queremos colocar no peito tem que ser fruto de uma conquista futura, e nós da torcida esperamos que seja já neste 2.011 que está para nascer.

Lembro-me bem que o senhor presidente foi extremamente crítico ao Marcelo Teixeira por essa idéia estapafúrdia.

Então, venho aqui reforçar a idéia de que precisamos reverenciar a história, precisamos preservá-la, mas digo já que de jeito maneira podemos manchá-la com babaquices oportunistas.

Nenhum comentário: