quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Souto

Daqui a pouco tem Santos e Ponte, em Vila Belmiro. Dorival promete manter o time para dar ritmo, mas é claro que G10 entrará em campo para delírio da torcida. É provável que a Vila não esteja lotado, mas tenha um bom público.

Mas eu não quero falar disso agora. Como um blogueiro santista, não posso me furtar de comentar o assunto do momento: a troca de Souto por Arouca. Infelizmente, tenho ouvido muita opinião partidarizada, melindrada e, sobretudo, opinião de gente pouco informada (na verdade, acho que são pessoas com QI de ostra mesmo).

Vamos aos fatos: o Santos estipulou um teto salarial, então, todos os atletas devem se enquadrar a ele, o Souto, Léo e Fábio Costa têm vencimentos acima disso. Com a negociação do Souto, os dois heróis do título de 2002 viram que é séria a coisa do teto, devem aceitar a redução e continuar jogando pelo Peixe, apesar do blogue do Birner dar que o Léo pode ir para o Flamengo.

Então, entenda torcida santista, essa é a política para que o clube não quebre e fique devendo fortunas na praça. Fora que o teto do Santos é 160 mil reais, não é nenhuma merreca, não. A única coisa que penso sobre o teto é que ele pode ser prejudicial na multa rescisória das revelações do Peixe. Espero que os garotos que ganharem muito destaque e trouxerem retorno com público, marketing, produtos, a diretoria trate esses casos de forma diferenciada.

'Velhos', como Fábio Costa, Léo e Souto, não renderam fortunas em transferências, por isso acho justo que eles se enquadrem no teto. Fora que nenhum dos três apresentou futebol ou liderança no ano passado que faça com que eles mereçam ganhar mais que 160 mil.

Outro fato, Souto tem contrato vencendo no fim do ano. Assim sendo, no meio do ano, o camisa 8 poderia assinar com qualquer time e não renderia nada de nada para o Peixe. Tem torcedor que acha que o Santos deveria usar os 40 milhões que o LAOR prometeu em campanha para segurar o jogador. Então, entenda torcida do Peixe, os 40 milhões não foi gasto para pagar dívidas, como já estão divulgando por aí. O Santos precisa mudar o estatuto para poder criar o fundo e a Comissão de Valores Mobiliários precisa aprovar a criação do fundo. No Brasil, se você empresta dinheiro e não é banco, é agiota, mesmo que o dinheiro que você empreste seja limpo e você tenha pagado todos impostos devidos. Então, essa coisa do fundo de 40 milhões não é para agora.

Mas eu particularmente não gostei da troca. Acho que o Santos tinha que apenas se desfazer do Souto. O Arouca é até bom jogador, mas acontece que o elenco do Santos está superlotado! Era a oportunidade de livrar mais a folha salarial e de ter menos jogadores para trabalhar. O Souto já não vinha jogando bem e queria sair, então, que saísse e deixássemos mais espaço para os meninos da base, como o Breitner e o Serginho.

Ainda sim, o Santos fez até um bom negócio, pois vai economizar uma boa grana e com a grana economizada, praticamente poderá adquirir os direitos federativos do Arouca no fim do ano, como coloca o Blogue do Silvio. Mas eu acho que poderíamos apenas fazer dinheiro com o Souto, não precisava vir outro jogador, principalmente outro meio-campo, setor mais inchado do elenco. E o pior, negociou com um rival, sinceramente, eu não gosto dessas negociações diretas.

Enfim, o negócio ainda não está assinado e tudo pode mudar, apesar de eu achar difícil melar agora. O que nos resta mesmo, faltando pouco tempo para o Peixe jogar, é buscar um lugar para ver esse jogão e invejar quem poderá ir à Vila atender o chamado abaixo do Messias.

Vai, Peixe!

Nenhum comentário: