quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Santos Pós-Mancini: de Chulapadas a Luxadas foi-se o turno

Pois é, creio agora firmemente no ditado que diz que o quando o chefe vai embora o dia fica lindo. Lindo talvez não porque tem feito certo frio, mas sobra-se algum tempinho extra. E o tempinho extra vou utilizar para atualizar o Bolapromato! Oras!

Enfim, não dá para só ir falando do jogo de ontem, tenho que falar de mais coisas, até porque aconteceu muita coisa desde de minha última postagem falando exclusivamente das notícias do Peixe. E primeiramente quero agradecer a Chulapa. Ano passado eu pedia muito a volta dele e eu estava certo, creio. No tempo que ele ficou de interino, não decepcionou. Não conseguiu grandes resultados, é bem verdade, mas ele é meio que a alma do time, o cara que garante uma continuidade trabalho. Continuidade que veio lá do Márcio, passou por Mancini, saudoso Mancini, e agora está com Luxa novamente.

A chegada do Luxa eu tinha anunciado mais de duas semanas antes dela se confirmar. Não tenho informante, não tenho contatos na Vila, apenas conheço bem o bem dia-a-dia de lá, mesmo estando longe, e o Marcelo Teixeira já está previsível, são 10 anos à frente do Santos. E digo mais, tem gente ainda falando que o Luxemburgo só veio porque não houve acerto com o Muricy. Mentira! Muricy foi um grande balão de ensaio que a diretoria lançou e muita gente apostou, o que foi benéfico para negociação com o nosso atual técnico.

Posso dizer que não estou muito feliz com a volta do Luxa. De 2004 até metade de 2007, eu via o Luxa como um técnico ideal para ficar sempre no comando do Santos. O cara é que fez o CT Rei Pelé acontecer e fez toda estruturação do atual Departamento de Futebol do Peixe. Conhece todo mundo lá e bastante querido, mesmo por aqueles que não gostam muito dos seus poderes ilimitados. Luxemburgo possui identificação com o time, a torcida e a cidade. Aliás, se adaptou muito bem a cidade de Santos, aliás, quase todos grandes jogadores gostam de Santos, é uma cidade que proporciona uma qualidade de vida muito maior que São Paulo e ainda sim participa desse núcleo duro do futebol brasileiro.

Sinceramente, eu via o Luxa como um futuro dirigente do Santos. Ele já é sócio do clube e já pode até concorrer a vaga no conselho. Amigo íntimo de Marcelo Teixeira, poderia fácil fácil se tornar um dia até presidente do Santos. Mas Luxemburgo parece ter perdido o foco, criou faculdade e quis abraçar a questão das negociações de atletas. Isso fez com que ele perdesse tempo para pensar mais nos treinos e no time. Isso faz dele agora um técnico comum, não mais um fora de série. Acho muito válido ele pensar em algo para ele fazer depois que parar de treinar times, mas isso não pode atrapalhar o presente dele. Quer dizer, até pode atrapalhar, mas que não seja no Santos. Quando ele foi para o Palmeiras foi um alívio para mim e o palmeirense deve entender perfeitamente o que estou escrevendo aqui.

A volta do Luxa para mim trouxe muita dúvida e incerteza. Luxa ainda está com seus planos para além das quatro linhas, para além de simplesmente treinar um time. Mas como sua saída do Palmeiras foi meio conturbada, pelo menos, seu início no Santos, deu para ver, mesmo que por pouco tempo, um Luxemburgo mais concentrado em treinar um time de futebol. Mas vamos ao Peixe.

O Santos está complicado. É sem dúvida um grande time, com grandes talentos e deveria estar numa posição na tabela mais próxima ao topo. O time não consegue uma seqüência de bons resultados, principalmente dentro do Alçapão da Vila. Esse primeiro turno foi muito ruim, ficamos no meio da tabela e temos hoje que torcer contra os outros para não se distanciarem de nós. É bem verdade que, se o Santos ganhar o jogo menos que falta do primeiro turno, foi adiado um jogo com o Inter, ficamos muito próximo, 2 pontos, da zona da Libertadores e a 5 pontos do líder do campeonato. A sorte é o campeonato estar tão embolado assim.

Mancini tinha sérios problemas com os egos do time e curiosamente as fofocas acabaram com a saída dele. Tentaram ultimamente falar que o Luxa esta atrás do tal dedo-duro, mas tudo isso é balela, é quase como para justificar que tem alguém lá no Santos mal intencionado. As fofocas acabaram quando quem não gostava do Mancini ficou satisfeito com sua saída, simples assim. Mas o Luxa também, até por sua bagagem, conseguiu acalmar e segurar os ânimos do pessoal. Mandou embora o Eller que não queria mais nada com nada, afastou o Brum, que é um cara legal, bom de grupo, mas deu uma baita mancada ao ficar enrolando no jogo contra o Fla e só está faltando colocar o Kléber Pereira na geladeira.

Aliás, se o Santos não está com mais pontos um cara é mais responsável do que todos os outros, Kléber Pereira. O cara está numa má vontade filha da mãe. Eu sinceramente não entendo porque ainda se insiste nele, acho que é para tentar vender. Então, que passe logo agosto para que ele seja vendido e se não for, que ele vá para a geladeira também. O cara safado, esse aí!

De resto, o time vai bem, a defesa melhorou muito com promoção de Felipe a titular. O moleque voltou a velha forma e está confiante. É um baita goleiro e sucessor natural da camisa 1. E o Santos contratou também, um dos contratado é o Emerson e isso me chateou bastante. Caramba, mais do que eu já critiquei esse cara na seleção aqui neste blogue, não dá. Não deverá calar a minha boca e deverá ser o maior furo n'água.

O outro contratado é George Lucas! Não, não é o cineasta. Mas vou te falar, tem feio efeitos especiais na lateral direita do Santos, setor que ninguém consegue se firmar faz um tempão. Bom, é cedo para falar, até porque me empolguei com o Wagner Diniz que depois se mostrou horrível, mas vamos esperar.

É isso aí! Falei um monte, mas coisas que precisavam ser faladas antes do próximo post. E lá, eu vou falar dos novos meninos da Vila! Vai, Ganso!!!

Nenhum comentário: