segunda-feira, 22 de junho de 2009

Baixando o nível 2

O segundo capítulo vergonhoso dessa semana foi protagonizado pelo senhor Mano Menezes. Quanto a futebol, taticamente falando, coisa e tal, eu não posso falar que o cara é ruim, apesar de achar que ele apresenta algumas falhas. Mas aí não tem o que falar, monta times sólidos e que fazem grande campanha. Contudo, o caráter dele para mim é duvidoso por demais.

Ontem, no clássico contra o São Paulo, ele bate boca com o competente Milton Cruz, que dirigia interinamente o time do Morumbi na vaga deixada por Muricy e que já está sendo ocupada pelo Ricardo Gomes. Mano Menezes é chorão e todo mundo sabe. Quase todo técnico é. Milton Cruz foi até o árbitro no fim do primeiro tempo para não permitir que o Mano fizesse um monte de reclamação.

Nisso, o técnico corinthiano percebendo a presença do sãopaulino falou para ele sair dali. Mano disse que ele era técnico e Milton era interino, que o técnico era o Muricy. Um argumento baixo para desqualificar um colega de trabalho perante a arbitragem. Mano ainda foi cínico, pois na hora que ele solta essa infeliz frase muitas pessoas apenas ouviram e poucos veículos de comunicação captaram essa fala e transmitiram, aí quando ele vê várias emissoras de rádio e televisão se aproximarem, ele fala que o Milton estava nervoso e que ele tinha que se acalmar.

Não é a primeira do Mano, é só lembrar o zagueiro do Guará, o Carlinhos, que foi chamado de assassino pelo técnico. O técnico lembrou-se de um acidente em que o zagueiro se envolveu e uma pessoa acabou morrendo.

Lamentável!


NOTA EXPLICATIVA: essa postagem tem como caráter protestar. Gostaria muito que o Mano Menezes fosse execrado, crucificado, chamado de safado e criminoso por usar desse tipo de expediente, assim como foi chamado o Domingos, zagueiro do Peixe, quando entrou no segundo jogo da semi do Paulistão para falar para o Diego Souza ir bater nele. Domingos não ofendeu em nenhum momento o Diego, mas foi chamado de tudo o que é nome e o Mano faz esse papelão e parece que não aconteceu nada.

Nenhum comentário: