quarta-feira, 3 de junho de 2009

Mais um caso de pênalti espírita

Impressionante. A escola de árbitros do Rio Grande do Sul está fazendo um trabalho muito satisfatório para detectar espíritos zombeteiros em campo. O primeiro a demonstrar essas habilidades, que até então não eram comuns no campo do futebol, foi Simon, lá no campeonato cearense, aliás, na final do certame.

Vejam atentamente no vídeo acima. Vejam que Leonardo Gaciba, árbitro FIFA (isso nos dá total confiança em sua qualidade, e por isso não podemos nem cogitar a hipótese que ele é um nó cego e não deveria jamais apitar um jogo da série A), percebe a ação da entidade flamenguista, que derruba o jogador do Patético do Paraná, sem titubear apontar a marca da cal. Ele sabe que a entidade rubronegra em questão é do Flamengo, pois trazia consigo uma camisa com os dizeres "Fenômeno é o Imperador na Gávea". Percebam que a ação do espírito brincalhão é tão forte que chega derrubar até o jogador do rubronegro carioca.

Mais uma vez, dou meus parabéns aos nossos queridos árbitros, que cada dia vem orgulhando mais o futebol brasileiro. Marcações como essa, mostram que não é preciso apenas treinar fisicamente e saber as regras do futebol, é preciso mais. É preciso conhecer o funcionamento do mundo invisível, do mundo sobrenatural.

Nenhum comentário: