segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Pra sempre com você eu vou estar

Eu não sabia mais o que fazer. É ruim de mais estar vendo um sonho ir embora, mas mais que um sonho, um desejo, é ver aquilo que se preza tanto, que se ama tanto indo pra longe, saindo do local que não deveria jamais pensar em deixar. Ah, Santos, é engraçado que seus momentos de baixa são ao mesmo tempo em que os meus. Mas é possível melhorar, com as atitudes corretas, limpando a sujeirada, tirando aquilo que tá ruim por perto e trazendo as pessoas certas pra perto.

E foi assim, pedi, pedi, argumentei e parece que eu tinha certa razão. O nome forte do Santos hoje é Serginho Chulapa. São três jogos após sua volta e o Santos está invicto. Claro que os dois primeiros jogos não animaram, pois foram empates. Mas o time já tinha mostrado melhora e parecia faltar é sorte pra que a vitória viesse. Contra o Flamengo foi assim, massacre do Santos e o burro do Domingos dá um pênalti de presente pro Flamengo. Contra o Ipatinga, o Santos também foi superior, mas deu um branco depois que marcou o gol e deixou o time de Minas empatar. O time voltou a jogar no 4-4-2 (já era tempo!) e voltou a mostrar vontade em campo. A vitória era mesmo questão de tempo e veio no domingo. Santos 2 a 0 no Cruzeiro, jogando bem, convencendo. Não jogou contra um time fraco e nem teve que usar a melhor formação por falta de opção, como fez contra o Vasco.

Claro que ainda me preocupo muito e acho dificílimo o Santos escapar do rebaixamento. Mas, depois de ontem, eu realmente vi uma ponta de esperança, mesmo sabendo que o Santos vai precisar somar pelo menos 30 pontos pra ficar de vez na primeira divisão.

Mas como estava escrito na faixa colocada na Vila, respeito é bom e nós santistas gostamos muito. Então, que daqui pra frente diretoria e elenco santistas comecem a respeitar de vez a torcida, a comissão técnica já começou a fazer isso.

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Sobis?!.... Desce!

A diretoria do Santos está brincando. Tá com um papinho agora de que tá tentando contratar o Rafael Sobis. Primeiro, não acredito. Vai acabar igual ao Flamengo que anunciou que anunciou Love e contratou mesmo o Marcelinho Paraíba. Esse tipo de contratação só acredito vendo e, pelo que rola nos bastidores da Vila, só vai rolar se o MT colocar do próprio bolso, o que seria um absurdo! Mas digamos que venha, Sobis deverá ser um dos mais altos, senão o mais alto salário da folha do Santos. Se já estamos com problemas por jogadores que pouco produzem e ganham muito, a vinda de mais um cara ganhando uma bala pode piorar muito o corpo mole que alguns jogadores vêm fazendo nos jogos. Só podem estar brincando mesmo quando ventilam uma coisa dessa na mídia.

Pra arrematar essa sexta brava e ir com total confiança pro final de semana, quando o Santos pega o Flamengo pelo início do returno, o Fabio Costa sente novamente a lesão na perna, sai chorando do campo e não deve jogar a partida de domingo. Ah... e o Adriano agora também sentiu o joelho lesionado. Tá uma beleza!!!

Sobis?! Sobis nada! Desce! Aliás, tá descendo!

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

13

A fase do Peixe é estranha e tá cada vez mais complicada. Até que hoje não foi um dia tão ruim, pois o Chulapa voltou a trabalhar, o Wendel acertou até o final do ano (estava no Palmeira, é melhor do que aquele Jumar que virou titular pelo Palestra, coisas do Luxa) e o Adriano vai adiar a cirurgia. Essa última notícia e primeira são primordiais, pois o Adriano é muito importante pro sistema de meio campo do Santos e o Chulapa é a última esperança pra trabalhar com o elenco emocionalmente e na parte tática.

Mas de qualquer forma, tá um anUzinho 13 esse. E esse post é justamente o 13º do mês de agosto, mês do cachorro louco, um post bem no dia 13 também. Eu to achando tudo isso um mau agouro desgramado! Pior que pensando tanto em 13, eu vi que 'Santos caindo' não tem 13 letras, tem 12. Mas ano passado o Zagallo falou que 'Timão não cairá' tinha 13 letras e o Corinthians não deveria cair por causa disso e deu no que deu, quer dizer que isso não dá muito certo. Antes tivesse as 13 letras pra 'Santos caindo' que já saberia que tinha mais chances de ficar na 1º divisão.

Ô zica do caralho esse ano viu! Vai cair mesmo! Tá caindo..............................

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Nem vem me falar que precisa de tempo...

Como eu já havia adiantado no meu post da saída do Cuca, o Márcio Fernandes não tem condições ainda de ser técnico de um time profissional, ainda mais com o tamanho do Santos. Mudaram as moscas e a merda continuou a mesma. Time escalado na pior formação e substituições de principiante (pelo menos uma vantagem em relação ao Cuca, que era burro mesmo). Mas não dá, né?! Quem faz uma substituição de lateral por lateral tinha que apanhar muito!

Enfim... agora não tem jeito. Vamos ter que aguardar a chegada do Chulapa e do Belarmino. O Santos terá essa semana toda pra trabalhar e tentar melhorar um pouco sua situação. Vamos ver se a postura em campo e a formação pelo menos mudam nesse início de segundo turno.

A desgraça se aproxima e a segunda divisão já tá na porta da Vila.

domingo, 10 de agosto de 2008

Democracia no Santos*

*Manifesto da torcida do Santos criado e publicado pelo site Santista Roxo

Prezados conselheiros

A situação do Santos Futebol Clube dentro de campo é reflexo e conseqüência do que vivenciamos fora dele. Os exemplos de continuísmo chegaram de vários clubes diferentes, mas a maioria dos associados e conselheiros não souberam interpretá-los. Mustafá Contursi no Palmeiras e Alberto Dualib no Corinthians, para citar dois rivais paulistanos, conquistaram mais títulos do que Marcelo Teixeira em sua gestão. Poderiam ter formado novas lideranças e entregado a elas as rédeas do Clube, mas preferiram se agarrar às benesses do poder. A vaidade falou mais alto. O resultado foi a segunda divisão.

Todos nós, santistas, não queremos ver a repetição deste filme no Santos, apesar do roteiro semelhante escrito pelo atual presidente. Ou mudamos o rumo do Clube, que está longe de ser considerado 'certo', ou amargaremos uma fase que pode se tornar desesperadora.

O cenário atual é a má gestão evidente dos recursos financeiros, que transformou os mais de R$ 140 milhões arrecadados com uma geração brilhante em um balanço negativo; a falta de planejamento que colocou o Clube refém de Vanderlei Luxemburgo por muito tempo, e que, sem ele, evidenciou a incompetência da atual diretoria para gerenciar o futebol; a falta de criatividade para buscar fontes alternativas de renda, como uma campanha de associação semelhante à feita pelo Internacional de Porto Alegre, que hoje arrecada mais de R$ 1 milhão por mês só com as contribuições de sócios.

Mas pode piorar. O Santos pode ser rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro. O temor está vivo em cada santista apaixonado que vê seu time à deriva, sem comando, sem planejamento, sem atitude. Da diretoria e do Conselho.

Não queremos a renúncia de Marcelo Teixeira. Ele venceu as eleições em dezembro de 2007 e deve continuar governando o Clube até o fim de seu mandato, em dezembro de 2009.

O que queremos é a redemocratização do estatuto do Santos. Que uma injustiça histórica seja desfeita. Que o Clube passe a ter mais alternância e alternativas de poder. Que este Conselho seja proporcional, dando a cada uma das chapas o número de conselheiros correspondente à sua votação nas eleições. Que os sócios tenham seus direitos históricos restabelecidos, como o prazo de um ano para votar nas eleições do Clube. E que o Santos não continue na contramão da humanidade e abandone o equívoco das reeleições ininterruptas.

É importante lembrar, senhores conselheiros, que em quase 100 anos de história colecionamos milhões de torcedores e simpatizantes em todo o mundo. Paramos guerras, inspiramos torcedores a expulsar juízes, fomos aplaudidos de pé por adversários incrédulos, e nada disso foi lenda. São fatos que estão descritos na história e que, até hoje, povoam o imaginário de torcedores de várias nacionalidades e idades. Lenda, sim, é a tal 'administração européia' que tentaram nos empurrar goela abaixo. Muita gente, infelizmente, engoliu.

O Santos sempre será patrimônio da cidade de Santos, ao mesmo tempo em que é patrimônio do futebol mundial. Ser santista é amar o Santos Futebol Clube, independente de onde se more. Fechar os olhos para estes milhões de fãs espalhados pelo mundo é renegar a herança daquele time dos sonhos e as possibilidades que este mercado consumidor oferece.

Por tudo isso, nós, santistas abaixo-assinados, exigimos:

1) Instauração da proporcionalidade no Conselho Deliberativo.
Justificativa: os interesses do Santos Futebol Clube devem ser representados no Conselho proporcionalmente e de acordo com o desejo dos sócios durante as eleições, permitindo a diversidade de idéias e opiniões, proporcionando maior fiscalização dos atos do Clube e menos acomodação dos dirigentes. Hoje, quem vence a eleição também elege 100% da chapa, não importando se a vitória foi por 99% a 1% ou por 51% a 49% dos votos. É como se o presidente da República fosse eleito e, com ele, só levasse ao Congresso Nacional deputados e senadores de sua base aliada. Isso não é democrático. E o resultado tem sido um Conselho pouco questionador, que abre espaço para a concentração de poder nas mãos de uma só pessoa.

2) Fim das reeleições ininterruptas.
Justificativa: as experiências em clubes importantes mostram que dirigentes que tentam se perpetuar no poder levam, invariavelmente, suas instituições a situações ruins. Dívidas enormes, times ruins, divisões inferiores, entre outras. Ou saímos da contramão da história ou estaremos fadados ao mesmo caminho de outros times conhecidos. Exigimos a restauração do estatuto ao que era antes do golpe de 2003: continuarmos com mandatos de dois anos, mas com a possibilidade de apenas uma reeleição.

3) Restabelecimento do direito do sócio votar após um ano de contribuição.
Justificativa: as eleições santistas acontecem a cada dois anos ímpares. Até o golpe estatutário de 2003, os sócios precisavam contribuir um ano para ter o direito a voto. Depois do golpe, o tempo pulou para três anos, o que é um incentivo a menos para que novos torcedores associem-se. Nossa meta deve ser, sempre, a de associar o máximo possível de torcedores ao Clube, para que tenhamos uma fonte de renda segura e permanente.

4) Possibilitar um local de votação na Subsede do Santos em São Paulo.
Justificativa: o Santos possui um alto número de associados na capital paulista. Além disso, a maior concentração de santistas em uma só cidade está justamente em São Paulo, onde, aliás, o clube tem uma subsede, que deve ser trabalhada como uma importante ferramenta de captação de recursos e sócios. Seria uma manifestação de respeito a essa torcida e a esses associados possibilitar uma urna na capital paulista.

5) Candidato à presidência não precisa ter passagens pelo Conselho.
Justificativa: atualmente é como se a Constituição restringisse a candidatura à presidência do Brasil somente a quem já tivesse sido Senador da República. Além disso, sem um regime proporcional, a tendência é o favorecimento ao grupo político que saiu vencedor nas urnas, como se os associados que votassem em outras chapas não tivessem o direito de serem representados. Exigimos que a necessidade do candidato à presidência do Clube ter passagens pelo Conselho seja retirada do estatuto atual. Basta que o candidato tenha o mínimo de dez anos como associado do Santos, o que já mostra amor e participação na vida política do Clube.

São mudanças urgentes que podem, a médio prazo, impedir que o Santos Futebol Clube passe por uma situação semelhante a que vive hoje, fruto do continuísmo e da irresponsabilidade administrativa. Quanto à situação presente do Clube, cabe aos senhores conselheiros atuarem para não precisemos chegar à segunda divisão para sofrer uma total reformulação. Pedimos que consultem suas consciências e seus corações alvinegros e pensem única e exclusivamente no Santos. É só ao Clube que os senhores devem fidelidade, não ao presidente.

Nós, torcedores, estamos vigilantes. E pedimos que o Conselho Deliberativo seja parceiro da nação santista nesta luta.

Saudações alvinegras

O Cuca foi, foi... até que o Cuca 'iu'

To achando que esse negócio de pedido de aniversário pode ser muito irônico. Pedi pra que eu time jogasse certo, no esquema tático certo, limpasse a sujeira e, finalmente, começasse a reação. Mas aconteceu tudo ao contrário: o time voltou a jogar com três zagueiros e com substituições ridículas durante o jogo, teve Fabão e Cuevas relacionados pro jogo e o Santos tomou uma traulitada do tamanho de um bonde. Pedi para que o grito do time da virada fosse verdade, mas pra que o time realizasse a virada e não tomasse. O Santos saiu com 2 a 0 fácil contra o CAM, nem tava se esforçando. Uma goleada se anunciava. E acabou não sendo bem assim...

A saída do Cuca era a melhor notícia e um presente que eu gostaria muito de ganhar do Santos. Mas veio de forma muito irônica, enfim... os presentes não chegam exatamente como a gente espera. Mas é preciso lembrar que, apesar do Cuca ser muito ruim, a culpa do Santos estar onde está não é dele. Marcelo Teixeira e toda diretoria de futebol tem que assumir a responsabilidade pelo péssimo momento.

Esse final de ano e o próximo ano será um tempo para o Santos se fortalecer. Uma limpeza muito grande tem que acontecer. Na parte do time, isso já começou com a comissão técnica. Eu não gosto muito do estilo do Márcio Fernandes, achei ele muito pipoqueiro nos últimos jogos decisivos que ele dirigiu o time juniores do Santos, principalmente no jogo da copinha que o time foi eliminado prematuramente - o Santos vencia o Internacional e o técnico acabou recuando o time demais pra segurar o resultado, e como diz o filósofo Muricy "a bola pune", principalmente os covardes. Porém, o Santos chamou de volta o Chulapa, desde o início do ano venho pedindo o retorno dele ao time. Ele tem grande identificação com o clube e, pra mim, é fundamental a presença dele lá. Conhece o elenco, conhece todo mundo dentro do clube, é respeitado e não faz o menor sentido deixar o Chulapa longe do Santos. Vem também aí Nenê Belarmino, jogou no Santos nos anos 70 e será muito bom ter mais pessoas que realmente tem identificação com o clube trabalhando pra tirá-lo dessa situação ridícula. A trinca dirigirá o Santos, MF e Chulapa como técnicos mesmo, com MF fazendo às vezes como titular, e Belarmino mais com o trabalho dentro de campo mesmo.

A limpeza também deve passar no elenco. Muitos jogadores têm que ir embora. Fabão, Kleber, Brum que vazem o quanto antes. E que a restauração do Santos termine no final do ano que vem. Com um novo estatudo que faça o conselho ser composto por conselheiros de oposição e situação e com a saída do Marcelo Teixeira do cargo de presidente.

Hoje teremos o Náutico, Aflitos é o nome mais apropriado do local pra esse jogo. Mas espero já ver um Santos diferente, jogando com vontade e melhor montado. Vamos que vamos, pois há tempo pra não cair e pra muito mais, se tiver gente séria trabalhando.

E se MT continuar com sua postura prepotente e se achando dono do Santos, isso aqui não foi nada do que ainda pode vir aconter.

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Meu pedido

Psssiu... ei... você mesmo. Psssiu... Vem cá. Dizem que hoje eu poderia pedir qualquer coisa, qualquer coisa mesmo. Poderia desejar o mal de alguém, um acidente, uma furadinha de zóio. Poderia querer ficar rico, uma megasena, um concurso ferrado, achar um bilhete premiado perdido. Poderia pedir amor, mas me desculpe, prefiro que me amem sem mandingas mesmo. Isso tudo, pra mim, é bobagem. Só queria uma coisa mesmo hoje, uma coisa só. Vença! É só isso o que eu peço! Jogue no esquema certo, limpe a sujeira pra motivar o grupo! Que hoje seja o início da real reação! Que hoje vença, mas que vença convencendo, não enganando! É tudo o que eu quero. E sei que milhões querem e pedem por isso também.

Que, hoje, o canto ouvido nas arquibancadas de time da virada seja verdade absoluta!

terça-feira, 5 de agosto de 2008

Passaporte pra Copa de 2014!





Ele voltou! Trouxe de sua viagem duas medalhas no peito e muita história pra contar!

1º Lugar na Puma Cup 2008 - Grécia
2º Lugar na Gothia Cup 2008 - Suécia (o maior torneio do mundo na categoria)

Parabéns, Netão!

Começando a entender

Quer dizer que o senhor Fabão está ganhando por volta de 300 mil reais, no Santos?! O zagueiro foi campeão do mundo ao lado de Lugano e André Dias, com Mineiro e Josué jogando muita bola como volantes. Que as pessoas não esqueçam disso! Pois o Fabão pode até carregar com orgulho esse título, mas ele é medíocre pra ruim. E fora de forma como ele está, tá péssimo!

Mas foi bom vazar essa informação, pois isso ilumina um pouco, pra nós que estamos de fora, a situação do Santos. Fabão possui certamente o maior salário do Santos e parece que os recém contratados, como Brum e Cuevas, também vieram com salários altíssimos. Isso desmotiva demais quem tá lá dentro, principalmente no caso do Fabão, que é ruim e ainda é um jogador emprestado, ele não é do Santos. A diretoria do Santos estava pagando uma salário pro Fabão maior do que o São Paulo estava pagando ao Adriano. Isso é loucura! Isso é falta de competência administrativa! Isso é coisa de gente safada! Isso é Marcelo Teixeira!

domingo, 3 de agosto de 2008

Já que o principal não vai, vamos de Showbol mesmo!



Só pra gente não ficar muito triste, nesse sábado, o Santos se sagrou o primeiro campeão brasileiro de Showbol. Fez 6 a 2 no Galo. O fato mais que positivo nessa equipe foi ver muitos jogadores do formidável time de 95. Enfim, claro que isso não vale mesmo como um brasileirão, mas foi bom vê-los levantar uma taça pelo Peixe, já que foram impedidos em 95 por MRF, o árbito da estrela solitária e o primeiro árbitro bi-campeão brasileiro.

Agora, legal mesmo, foi ver o Djalminha dizer que estão trabalhando para que o Showbol vire esporte olímpico... kkkkkkkkkkkkkkkkk... tudo bem, seria até mais coerente o Showbol como esporte olímpico do que o próprio futebol, uma vez que ele é realmente amador. Mas precisa ser atleta pra jogar as olimpíadas, pô! Não ex-atleta em atividade. Um monte de balofo em campo... Olha?! Será que o não pode ser aí o retorno aos gramado de Ronaldo, a bola?! hahahahahahahahahahahaha...

Filhos da CUCA!!!

Um novo fracasso era mais que esperado! Como eu já tinha dito aí no post a baixo, o Santos não é de jeito nenhum um time confiável ainda. Aliás, está muito longe disso e hoje resolveu deixar bem claro isso ao seu torcedor. E o primeiro a nos deixar bem claro isso foi nosso querido e amado técnico Cuca. Juro que eu não entendo porque a torcida do Santos gosta tanto e confia tanto nessa mula. Porra! Vila cheia (anunciaram 10 mil pagantes, mas tinha muito mais que isso; e outra, a Vila jogou de novo, só o time que resolveu parar), o Coritiba covarde jogando com apenas um atacante e o cara resolve entrar de novo com a porcaria dos três zagueiros?! Tá de sacanagem! Só pode ser isso! O time perdeu totalmente o meio de campo, pois o Coritiba dominou o setor. Depois colocou quatro atacantes, mas Lima e Wesley foram dois cones em campo. Aí o cara ainda tira o Michael da lateral e o coloca no meio campo e volta com o Kleber pra lateral. PQP!!! A porra do esquema não vinha trazendo vitórias??? Pra que mudar isso, se isso vem dando certo??? Por que não muda a porcaria dos três zagueiros que vem afundando o time???

Aí o time individualmente também muito mal. Os três zagueiros nem vou comentar. O Apodi é uma porcaria, temos melhores jogadores que ele na base com condições de jogar; o Kleber tá ridículo, que vá logo embora! O Dionísio foi razoável, mas já fez jogos melhores; Molina, apagado como sempre; Michael, um ridículo que quase foi expulso. O Maikon Leite foi bem, mas tem que tocar a bola, tem que facilitar o jogo, não precisa resolver sozinho; o KP tem razão no que ele falou sobre Maikon, só que ele não tem que vir e falar isso pra imprensa, até porque o Maikon tem salvado os jogos pro Peixe e o senhor KP não tem jogado nada. Quiñonez foi razoável também, Lima e Wesley poderiam deixar a Vila, pois seria um favor.

Assim não dá. Que chamem o Chulapa de volta logo, mesmo que seja pra trabalhar com o Cuca. E qualquer esquema que não seja um 4-4-2, na quarta, contra o CAM, não poderá ser tolerado nem pela torcida, muito menos pela diretoria.

VAMOS JOGAR BOLA!