quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Eles voltaram!


Dessa vez o pessoal do marketing corinthiano se superou. Tô imaginando agora um clássico entre Corinthians e Palmeiras com as respectivas terceiras camisas. Será o clássico canetinha colorida!

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Majestoso?

Olha, eu nunca tinha visto tanto choro infundado na minha vida. Caros sãopaulinos, que por ventura venham ler este blog, o choro de vocês tinha que ser pelo time que não vem mostrando resultado em campo. O erro do juiz não foi fundamental para decidir a partida.

Foi pênalti no Dagoberto? Sim, em minha opinião, mas esse mesmo jogador não fez nada ontem. Foi falta do Adriano? Em minha opinião, sim também e eu explico. O Adriano foi cabaço até não querer mais, como é que ele sobe com a mão nas costas do zagueiro? O braço dele fica encoberto pelo zagueiro e nem o juiz, nem a bandeirinha conseguiriam ver se houve empurrão de fato. No entanto, o jogador do Corinthians sobe menos e dá a entender que o Adriano se apóia nele. Na hora do gol, disse que tinha sido falta antes do juiz apitar. E todo mundo esperou replay pra dizer se era falta ou não. Então, como vai crucificar o juiz? Ridículo! Tem que lembrar é do RC mais uma vez pegando borboleta e se o Lulinha não fosse tão ruim, tinha feito aquele gol.

Aliás, feio de bola também o Corinthians. Vou citar uma frase de um narrador da SporTv pra definir o que foi o jogo de ontem à tarde: “coisa desagradável”. Ontem na hora do jogo, dormi, fui lavar a louça do almoço, vi meus e-mails, qualquer coisa parecia mais interessante do que aquele joguinho que de Majestoso (apelido dado ao clássico) não teve nada.

Depois do susto uma ponta de esperança

Quinta-feira, 24 de janeiro de 2008. Juventus e Santos, em Santo André. A torcida lota o estádio e empurra o time, mas o time não se ajuda nem um pouco. O jogo foi uma verdadeira várzea, faltou hombridade, vergonha na cara. Faltou vibração, sangue. Faltou organização, treino. Faltou sobre tudo respeito à camisa, à torcida! O Santos tomou uma sapecada de 3 x 0 e poderia ter sido mais. Sem perspectivas de contratação, Leão não vê outra alternativa: a molecada da Copinha vai ter que jogar.

E aos poucos serão lançados. O primeiro foi Tiago Luis, um dos principais jogadores daquele time. Logo de cara já mostrou seu cartão de visitas. Se o que procurávamos era classe e habilidade, na primeira bola que recebeu, mandou chapéu e matou a bola no peito; se era disposição, Tiago deu uma arrancada saindo na cara do goleiro, que fez grande defesa ao se esticar todo pra segurar o chute forte; Agora, se o que procurávamos era presença de área, após belo cruzamento de Kléber, o novo camisa 7 mergulhou pra deixar suas marca e fazer seu primeiro gol como profissional. Foi a forma que o garoto teve de mostrar a todos quem ele era.

Claro que ainda tem muito a melhorar, como ele corre demais, no segundo tempo ele desapareceu, mas ele é esperto e logo vai descobrir os próprios limites. Tiago é apenas um dos bons jogadores que subiram. Paulo Henrique e Alemão devem ser os próximos a ganharem chance no time de cima. Essa garotada é nossa esperança para manter o time numa trilha vitoriosa, mesmo com a Diretoria trabalhando de forma estabanada.

Nota sobre o jogo em Santo André: O Bruno José Daniel estava lotado, muito santista pra ver o jogo. E aí a Diretoria resolve ampliar a Vila, ao invés de construir um novo estádio em Diadema. O ABC é reduto santista e a Diretoria perdeu uma oportunidade de aproximar o Santos de seus torcedores. Fora que o pessoal da capital também compareceria mais aos jogos. Acorda, MT!

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Por que não?

Giovanni não precisa provar mais nada pra ninguém, mas tem o desejo de encerrar sua carreira profissional jogando pelo Santos Futebol Clube. Nada mais justo, já que o craque foi revelado pelo clube e a torcida sempre nutriu grande carinho por esse camisa 10. G10, Messias... pro torcedor santista Giovanni é um ídolo inesquecível que apareceu no tempo das vaca bem magras e que levou o time a disputar a final do Brasileiro de 95. Famigerada final, que não consagrou o Santos campeão pela sacanagem feita pelo MRF (não vou citar o nome desse filho de puta aqui!).

O camisa 10 retornou à Vila em 2005 e, depois da saída do Robinho, ele virou a principal referência do time. Parece que os anos terminados em 5 sempre reservam sacanagens, e o Santos perdeu pontos no tapetão pro campeão do Zveitão, Corinthians. O clube terminou apenas com uma vaga na Copa Sulamericana naquele campeonato Brasileiro e, no fim do ano, contratou Luxa pra colocar o Santos novamente na Libertadores.

No início de 2006, a grande mancada com o ídolo, a diretoria liga pra Giovanni e diz que ele nem precisa voltar ao CT, pois o clube não pretende contar mais com o futebol dele. Isso foi um dos maiores desrespeitos que eu já vi com um jogador que representa tanto pra um time. E Giovanni seria ótimo pra compor elenco, mesmo com a chegada do Zé Roberto.

Giovanni apesar de ficar chateado com aquilo, ainda deseja jogar mais uma vez pelo Santos, e o Santos precisa muito de um jogador como ele no grupo. O time demonstrou necessitar demais de um cara que coloque a bola no chão e arme as jogadas, alguém com experiência pra orientar os novos jogadores no meio de campo. O retorno do Messias seria também uma forma de homenageá-lo, mostraria a muito clube como os ídolos do passado devem ser tratados.

Leão quando questionado sobre a possibilidade do retorno de Giovanni, apenas balançou a cabeça negativamente. Mas por que não, caro treinador? Deficiência técnica não pode ser, duvido que ele vá cobrar um alto salário pra jogar lá. Ou o retorno é dificultado pela antipatia que o MT nutre por todos os jogadores que fizeram sucesso na gestão anterior a dele?

Um jogão!

Olha, quem não gostou de Santos e Palmeiras, no último domingo, na Vila, vai me desculpar, mas é o tipo de gente que espera apenas gols. O jogo foi muito movimentado e muito bem jogado taticamente.

Gostei muito de ver a disposição tática dos jogadores do Santos, gostei da aplicação e da garra apresentada também. Só que o time carece, e muito, de um meia. Isso ficou muito claro nos primeiros 15 minutos, o Santos não conseguia sair jogando, e não por méritos de uma pressão do Palmeiras, mas sim por uma afobação dos jogadores santistas.

A torcida também deve se acostumar com esquema 3-5-2, pois sem chegar bons laterais, fica difícil abrir mão da proteção dos 3 zagueiros, já que nossos laterais são muito lentos e não marcam muito bem. Espero que agora, também, que a torcida dê uma chance ao Betão, pois ele foi muito bem e salvou o Santos no último lance da partida.

O time tem muito a evoluir e, com a molecada da Copa São Paulo, talvez consiga montar uma equipe bem interessante, que mostre bons resultados a partir de abril. Até lá teremos muitos momentos de adaptação. Isso coloca o sonho do TRI mais distante, porém eu ainda não perdi as esperanças.

Nota: sobre a polêmica Valdivia e Adriano, acredito que foram lances do jogo, as câmeras só fixaram neles depois do lance que o santista acerta o chileno, aí ficou naquela que tinha que expulsar, mas não mostra o que aconteceu antes. O Valdivia nem cai naquele lance, o que mostra que eles estavam se provocando. Enfim... acho que rola, em parte, uma hipocrisia da imprensa ao criticar tanto o Adriano, acho que pesa aí a antipatia que imprensa tem com os trabalhos que o Leão realiza. O Santos deve voltar a sofrer com a temporada de críticas da imprensa, o Leão atrai esse tipo de coisa.

Desclassificou, mas não decepcionou

No último sábado, a equipe do Santos foi eliminada pelo Inter de Porto Alegre. O jogo foi eletrizante, em baixo de forte chuva e com campo pesado, seis gols foram marcados, três pra cada lado e a decisão foi para os pênaltis. Após a série de cinco cobranças pra cada lado, teve o início da série alternada. Tiago Lopes, o último a bater pelo Peixe, isolou a bola e o time perdeu por 6 a 5.

Pra mim, foi eliminada a melhor equipe da competição. O Santos tinha um time bem acertado e, em nenhum momento, jogou com de salto alto. A equipe parou no time do Inter que também é bem acertado, mas principalmente na forte chuva que caiu em São Paulo naquela tarde, deixando o gramado do campo do Nacional (sede dos jogos do Santos) em estado muito ruim para prática de um bom futebol.

O Santos começou perdendo, mas logo conseguiu uma virada com o Tiago Luis e Paulo Henrique, destaques desse time, e o primeiro tempo terminou assim. No segundo tempo, a equipe manteve um bom ritmo de jogo, mas não ia pra cima do Inter, marcava bem e seguia em contra-ataque sempre que possível, com bolas lançadas pro Tiago Luis e pro Alemão. No entanto, Tiago Luis se machucou e Marcio Fernandes cometeu seu único erro na Copinha, mas que custou a desclassificação da equipe. O técnico, que não contava com Neymar no banco, já que o futebol do garoto seria pouco útil no campo pesado, resolve colocar no lugar do camisa 7 o volante Tiago Lopes. Com isso, o Santos teria um poder de marcação melhor, mas perderia o poder de levar perigo em contra-ataque ao Inter. Assim, o Peixinho permitiu que o adversário avançasse pra seu campo e as saídas de bola só contavam com o isolado Alemão, lá na frente, que já estava bem desgastado.

O Santos levou dois gols no fim do jogo, devido a pressão exercida pelo time gaúcho. E a vitória nos pênaltis foi conseqüência do melhor momento moral da equipe do sul. É bem verdade que Monar e Carleto chutaram muito mal, mas foram as únicas decepções, pois o time em si não decepcionou, jogou com garra e disposição até fim da partida! Agora é colocar a garotada pra se recuperar fisicamente e dar uma chance no elenco profissional.

Monar, Carleto, Alemão, Breitner, Tiago Luis e Paulo Henrique devem ser os jogadores aproveitados por Leão. A molecada saiu de férias e volta no dia 11. Olho neles, pois eles são a nossa grande esperança pra esse ano.

sábado, 19 de janeiro de 2008

Vai, Peixinho!

O Santos da Copinha é a alegria que tenho nesse início de ano. Passou pelo forte Paec, jogando o segundo tempo todo sem o bom volante Wilson, expulso no final do primeiro tempo pelo cartão amarelo. Paulo Henrique resolveu as coisas lá na frente e fez às vezes de centroavante e marcou de cabeça no cruzamento de um escanteio. Apesar do placar ter sido apenas de 1 x 0, não faltou emoção ao jogo e, como previsto por este blogueiro, o time de Marcio Fernandes encontrou várias dificuldades frente ao time do Pão de Açúcar.

Mas valeu! Passou e o time mostrou novamente seu valor. Hoje jogaremos contra o time do Inter e a receita deve ser a mesma. O talento é notório no time, porém não dá pra relaxar, pois do outro lado vem uma equipe com vários valores individuais interessantes e um conjunto forte que bateu o Flamengo nas oitavas. Se não vacilar, o Santos tem tudo pra ir à semifinal do torneio.

É continuar torcendo pelo time dessa garotada, que independentemente se for campeã, já mostrou que possui talentosos jogadores que podem ajudar muito o time principal do Santos.

3-5-2: a única opção

Leão agora parece que tá entendendo o que é montar um time com o elenco do Santos, ter um meio-campo reforçado é o jeito. Como nosso setor defensivo não vem bem e jogadores que fazem a ligação ao ataque são poucos no elenco, armar o time no 3-5-2 é a única opção. Com o Kléber machucado, o Santos fica sem lateral. Tanto Carlinhos quanto o novato, Filipi, são alas e não laterais. Então, o time tem que jogar com 3 zagueiros mesmo pra evitar surpresas.

Não adianta, se o Leão procura um esquema melhor pro time, tem que preencher o meio de campo e não esvaziar o setor. Acredito que o Santos irá jogar contra o Palmeiras bem fechado, explorando os contra-ataques. A Vila favorece muito esse tipo de jogo e a torcida terá que apoiar muito e fazer pressão pra quebrar os porcos!

Agora o negócio é esperar pra ver como esse time vai ficar até o final do mês: será que Souto e Kléber vão ficar? Será que virá alguém? A molecada da Copinha será aproveitada? Infelizmente, o elenco só estará fechado às vésperas da Libertadores e eu estarei na torcida por um milagre! E essa diretoria ainda vem falar de planejamento... é um brincalhão o caro Marcelo Teixeira.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Troca-troca com os bambis?

Ainda chateado com a derrota que o Santos sofreu diante a Lusa e vendo os principais rivais vencendo seus respectivos jogos, me deparo com uma notícia realmente que só serviu pra me revoltar ainda mais. O site globo.com divulgou uma possível negociação que seria feita da seguinte forma: o Santos mandaria o Kléber pro São Paulo e receberia em troca Júnior, Souza, Hugo e mais uma grana. O que me chateia de início é o título que uma notícia dessas pode ter e é claro que o pessoal não deixaria escapar: Peixe e Tricolor: troca-troca à vista. =/

Não que isso seja de menos, mas o que me deixa mais puto é a diretoria levantar uma hipótese dessas! Caramba! O que o MT quer? Quer fazer o São Paulo um time mais forte ainda? Esses jogadores que viriam, além de qualidade discutível, estão parados lá no Morumbi e dificilmente serão titular lá. Agora, se o Kléber for pra lá, jogará com um pé nas costas pela ala-esquerda, uma vez que o R(B)icharlyson já está mostrando o jogador que realmente é e que 2007 apenas foi uma boa temporada. Seria um baita reforço e completaria muito bem o elenco do São Paulo.

Além disso, é bom aprender com o passado! Putz... será que realmente a diretoria está disposta a cometer erros como os do passado? Não seria a primeira vez que Santos e São Paulo fariam esse tipo de negócio, mas caso a diretoria não lembre o que aconteceu da última vez, vou aqui relembrar rapidinho: em 1984, o Santos mandou o Pita pro São Paulo e recebeu em troca Zé Sergio e Humberto. Zé Sergio até jogou bem, mas esse tal de Humberto era bem ruinzinho. Mesmo assim, PQP! Meu, mandou o Pita pros bambis! O Pita era ídolo absoluto da torcida santista e jogava muito! Tanto que logo se tornou ídolo também da bambizada. E o São Paulo montou um baita time naquela época e o Santos ficou chupando dedo, vendo um dos seus grandes jogadores fazer a felicidade de um dos seus maiores rivais.

Lembraram? Lembraram mesmo? Então, tá a fim de fazer isso de novo? Hein?! Hein?! Eu espero que não!

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Pés no chão

Realmente foi péssima a estréia do Peixe. Perder de 2 a 0 da Lusa não foi catastrófico, mas ficou chato. O time do Santos ficou mais com a bola, mas pouco criou e tomou gol em jogadas de escanteio. Falha da zaga que aparentou estar mal treinada pelo Leão, ao invés de falta de qualidade. Não to querendo dizer que Betão e Evaldo são seleção, mas não são de todo ruim.

Mas o estilo Leão me preocupa. Ele já veio pra fazer experiências e isso é muito complicado, principalmente com o elenco reduzido como esse. O Leão tá chegando agora, mas deveria ter assistido mais aos jogos do Santos. Esse atual time que tá com uma base desde 2006 tem como sua grande força o meio de campo e joga muito mal quando tiram um meio-campista pra colocar um atacante. E ontem o time saiu jogando no 4-3-3. Resultado: pouco conseguiu criar mesmo ficando mais com a bola. Aí fica complicado.

Mas o que realmente preocupa e chateia é o nosso querido presidente. Essa mula tem a coragem de vir falar que o torcedor tá mal acostumado e que o time tem planejamento e que podemos esperar uma equipe forte pra Libertadores. Planejamento??? Esse cara é um fanfarão! Como é que ele me fala em planejamento permitindo a saída de um jogador fundamental no time às vésperas do início do campeonato. Tá de sacanagem!

Enfim, fortes emoções nos esperam. Mas que também não entremos em desespero. Pichar o muro do CT foi ridículo, criticar o Betão por esse jogo é covardia. MT é quem deve ser criticado, mais ainda deve ser criticado o associado vendido que votou nele. Porém, perder da Portuguesa, pra mim, tava previsto e não foi nada que dissesse que o time vai cair ou coisa do gênero.

Mas vamos preparar os corações e nos preparar pra cobrar principalmente a diretoria!

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Esperança: nem tudo é problema na baixada

A esperança do torcedor do santista não esmorece já mais e, com a molecada apresentada na Copa São Paulo, a esperança só deve aumentar. O Santos tem um time muito bem montado pelo Marcio Fernandes, que conta com jogadores realmente especiais.

Thiago Luis e Paulo Henrique são os que mais me impressionam. O primeiro veste a camisa 7 e vem mostrando muita personalidade na hora de definir a gol. É um atacante rápido e sabe driblar nos momentos certos. O segundo é protegido do Messias, G10vanni, e mostra muita disposição na armação das jogadas ofensivas, além de demonstrar muita qualidade na hora do passe.

O time também conta com o bom Carleto que só precisa apenas melhorar um pouco mais o cruzamento, mas sabe sair jogando e apóia bem o time na hora do ataque. Também tem o Diego Monar que é ótimo zagueiro, inclusive é o capitão da seleção brasileira na categoria. Também tem o apoiador Wilson que mostra muita disposição e bom toque de bola.

Todos falam sobre o Neymar, que será um craque com certeza, só pelo toque de bola, a gente percebe isso. Quando ele tá de frente pro zagueiros, dá dó. Mas vamos com calma, pois é uma criança de apenas 15 anos e que pesa pouco mais de 50 quilos. Não é ainda a hora dele no time profissional, ele não agüentaria jogar 10 minutos contra aqueles caneludos da Libertadores. E não se esqueça torcida que ele possui um contrato de imagem com o Santos até 2015 com multa de 25 milhões de dólares e em fevereiro será feito seu primeiro contrato profissional.

Espero que a Diretoria trabalhe bem em todos os casos, pois títulos e rendas do futuro estão atrelados a esses garotos. O Santos pega agora o bom time do Pão de Açúcar, que dos times que são montados por grandes investidores é o que eu levo mais fé. Tem um trabalho interessante e um CT muito bom e muito bem localizado (próximo a ponte do Morumbi). Então, nada de salto alto pros jogadores do Peixe e muito menos clima de já ganhou.

Espero que a Diretoria faça um trabalho tão competente quanto o que vem fazendo na categoria feminina. Além de ser campeão estadual e nacional ano passado, o Santos contratou duas jogadoras de seleção: Aline Pellegrino, zagueira e capitã da seleção, e Ester, volante e revelada pelo próprio Santos. O Peixe já tinha um time forte e agora se torna talvez o melhor indiscutivelmente entre os brasileiros. E ainda talvez consiga, numa jogada de marketing interessantíssima, trazer por poucos meses a Marta. A melhor do mundo em 2006 e 2007 viria pra vestir a mesma 10 que foi a de Pelé. Sendo assim, a 10 do Manto Sagrado seria traje do Rei e da Rainha do futebol.

Espero que nossas alegrias esse ano não fiquem só nas categorias de base e no feminino. Espero que se estenda ao profissional.

Começando a ficar seriamente preocupado

Que ironia do destino, hein?! Enquanto eu estava postando sobre as possíveis contratações do Peixe, Maldonado estava deixando o clube. Ouvinte assíduo do Estádio 97 que sou, fiquei embasbacado quando o santista, RG, divulgou a notícia. Muita gente vai dizer que não vai fazer falta, pois ele mais ficou no departamento médico do que jogou. Outros vão lembrar que ele também não estava muito a fim de ficar depois da chegada do Leão e que seu contrato expiraria no final do ano, pelo menos assim ele rende alguma coisa para o Santos. Mas eu discordo completamente.

Minha esperança sobre o Santos esse ano recaía exatamente pela manutenção da espinha dorsal do time: Fábio Costa, Maldonado, Rodrigo Souto, Kléber e Kléber Pereira. Eles são os jogadores mais experientes do elenco e fazem a diferença nos jogos. Maldonado era fundamental no esquema defensivo, dava muita segurança e quem diz que ele praticamente não jogou ano passado cospe no prato que comeu. O volante esteve presente na maior parte dos jogos do Santos no primeiro semestre e ele quem permitia que o meio de campo do Santos avançasse ao ataque. Cléber Santana e Zé Roberto deitaram e rolaram e dos últimos anos, foi uma das melhores equipes que eu vi jogar no futebol nacional, abaixo apenas do Santos de 2002 a 2004 e o Cruzeiro de 2003.

Ainda por cima vem a notícia que o Kléber pode sair a qualquer momento, inclusive pode ir agora enquanto eu redijo esse post. Se o Kléber for embora, não perderemos apenas o melhor lateral-esquerdo brasileiro, perderemos um dos melhores jogadores em atividade na América Latina, o ala também faz a função de meia-armador e é imprescindível nas bolas paradas para o Peixe. Se ele for embora junto com o Maldonado, o Santos perde, além de qualidade insubstituível momentaneamente, força do elenco que está cada vez mais reduzido.

Temos uma molecada promissora e que deve dar muita, mas muita alegria futuramente. Mas acho que podemos matar nossos futuros craques, se colocarmos agora todos eles pra jogar. Tudo bem que com a venda dos dois Santos vai embolsar uma grana (10 milhões de euros pelo Kléber e, pasmem, especulam que o Maldonado sairia pela bagatela de dois milhões e meio de reais =( ), mas eu pergunto quem está disponível no mercado pra ser contratado e que substitua com qualidade os dois?

Antes eu estava bem tranqüilo em relação ao time, como disse no início, estava esperançoso pela manutenção da base do time, mas, com a saída do Maldonado e possível saída do Kléber, começo a ficar seriamente preocupado com a temporada do Santos, que achei que surpreenderia os críticos (principalmente os críticos que odeiam o Leão e odeiam o Santos também e que adoram destruir o Peixe quando o Leão é o técnico), mas tá cada vez mais difícil montar um time competitivo assim. A Diretoria tá mais preocupada em sanar as dívidas contraídas com e Era Luxemburgo... O dinheiro da geração Diego e Robinho já foi pro ralo.

Mestrado pra cair?

Fábio Santos... é... Adriano... num sei... Carlos Alberto... ?????.... e por fim, quem sabe, Roger... eita!... aprenderam direitinho!

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Sobre contratações e contratos

O Santos parece que agora resolveu montar um time novo! Amanhã começa o campeonato Paulista e com tanta gente que estão pretendendo contratar, fico desconfiado da escalação inicial que o time terá. Mas o que não gosto mesmo é de certos jogadores de times rivais que podem pintar na Vila.

Além do Diego Tardelli, o Santos demonstrou interesse em contar com o Souza e o Hugo. Cara, de boa, não curto nada, nada esse papo de Tardelli e Souza no Santos. Pra mim é quase como o Marcelinho indo jogar lá. Nem o Betão me deixa com esse sentimento. O Hugo tudo bem. É um bom reforço e acho que seria ideal, aliás, dos três é o que tem maiores chances de pintar lá pras bandas da baixada. Agora, Tardelli e Souza não. Principalmente, o Souza. É um dos caras mais detestáveis que tem lá na bambizada! Nem de graça!

Também tinha um papo forte do Léo e Diego Souza aparecerem lá na Vila, seria uma transação envolvendo o Kléber. Eu também não via com bons olhos isso. O Diego Souza é uma incógnita. O cara foi escorraçado do Rio e de Portugal e só fez uma boa temporada no Grêmio, aliás, nem isso fez, fez apenas alguns bons jogos. No jogo do Boca, por exemplo, sumiu. Ainda bem que o Palmeiras contratou logo esse treco e acaba logo a novela... putz, já tava chato toda hora era notícia desse cara. O Léo é velho conhecido do torcedor santista e seria ótimo contar com ele, mas o vínculo dele com o Benfica termina no meio do ano e ele já demonstrou o interesse em retornar, então, melhor vir de graça e o Santos investe o dinheiro do Kléber em outros jogadores. Além, disso o Kléber pode estar ainda mais valorizado no meio do ano.

Quem ainda pode aparecer na Vila é o Fabão. A princípio, o ex-sãopaulino seria dispensado por um problema de uma cirurgia que não obteve os resultados esperados, mas Leão decidiu esperar a recuperação do jogador no CEPRAF e tentar inscrevê-lo mais tarde na Libertadores. O Fabão é bom zagueiro e seria um reforço interessante, mas só se estiver 100%. Outra possível contratação, mas difícil, é a de Nenê. Sem espaço no Mônaco, o atacante pode vir reforçar o Peixe na disputa da Libertadores. Porém, nada foi definido até agora. Seria ótimo também contar com esse reforço no setor ofensivo, até porque o jogador demonstrou interesse em voltar.

O que espero mesmo é que a Diretoria do Santos esteja trabalhando pra fazer bons contratos com a molecada da base. Tirando o Alemão, que já mostrou vontade de sair, os demais atletas interessam demais! Acho que só um dos zagueiros lá se mostrou muito cabeça de bagre. Paulo Henrique, Tiago Luis, Carleto, Wilson, Bruno, Diego, todos eles já podem treinar com o profissional, completar banco quando necessário e aos poucos podem ser lançados como titulares.

Nota sobre os rivais

Gambás contrataram mais que um time todo pra esse campeonato. De relevante mesmo, só o Chicão. O Acosta, pra mim, é uma baita dúvida, mas tem gente que acha que ele será um grande camisa 10. Eles montaram agora um time de segunda divisão pra disputar a própria. Porém, esse time tem a cara do Mano, muito aguerrido, com pouquíssima técnica e muita vontade. Pode surpreender no Paulista, mas acredito que não leva nem o Estadual, nem a Copa do Brasil.

Os Porcos nadam no dinheiro que receberam do novo patrocínio e dos empréstimos da Traffic. Diego Souza, como já disse, é incógnita total, mas vem depois de uma novela muito chata e a peso de ouro (3,6 milhões de euros!). Outra novela que parece chegar ao fim é a do Thiago Neves. Com a contratação de Lenny, parece que a diretoria suína e dos bambis cariocas chegaram a um acordo pra essa chatolagem. A contratação é promissora, Lenny é um atacante que eu gostaria de ver no Santos. Também chega o famoso Preá, que estava em Pelotas (será que a proximidade de CT tá afetando o Luxa???). Desse jogador, só comento depois de vê-lo jogar. Por fim, o Palmeiras conta com a chegada de Elder Granja, que em boas condições é um bom lateral direiro, e espera pelo Léo da Lusa, bom lateral esquerdo, que ainda não acertou sua transferência para o CSKA.

A Lusa vem forte em minha opinião. Embalada por subir nos dois principais campeonatos que ela disputa, a Portuguesa tem um time bem azeitado e treinado de forma muito interessante pelo bom Benazzi. As baixas deles é são as saídas do bom lateral Léo, que ainda pode reforçar o concorrente, Palmeiras, e do goleiro Tiago que se tranferiu pro Vasco. Diogo será a estrela do time e, pra mim, vem pra disputar o Paulista com chances de ser eleito o melhor jogador da competição. A Lusa também contará com o reforço do Zé Maria (quem diria?! lembram dele? revelado pela própria Portuguesa, ele volta pra encerrar a carreira) e do Cristhian - ex-bambi, bambi colorado e gambá -, que acredito que se encaixa muito bem no esquema do time.

Os Bambis que se cuidem, pois a debanda já começou e quem chega, pra mim, chega como promoter! Leandro e Breno já foram embora, Aloísio é o próximo da lista. O São Paulo fez bem em manter o Hernandes, que é o grande jogador desse time. Mas realmente não entendi nada de nada com as contratações das superestrelas, pois não vinha sendo essa a postura da diretoria delicada. O Adriano tudo bem, pois estava aí parado e é um jogador pra se recuperar. Mas Carlos Alberto, chuteirinha de cristal? O cara não mostra bom futebol desde que saiu do Fluminense, sábio Flu que vende seus craques logo, pois esses têm prazos de validade muito curtos. Bom, de uma coisa o pessoal lá da Vila Sônia não vai poder reclamar: com Adriano e CA, vai ter festa todo dia!

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Eu 'si' divirto!

Eu realmente fico 'incrível' com as bobagens que a gente lê. Agora é isso? Quer dizer que o pessoal vai tirar carta pros clubes? Quem será que cortou o baralho pro Santos? Será que foi o Baleião? E pro São Paulo? Foi um bambizinho? E pro Corinthians e pro Palmeira? Será que foram lá Dualib e Mustafá? Se for isso, faz todo sentido as previsões!

PS.: só pra lembrar a dificuldade que o Betão terá pra jogar na Vila, o site do Santos tem reportagem sobre a apresentação oficial do Evaldo que foi hoje e não tem nada sobre o Betão que assinou o contrato ontem por 3 anos. Ah... e que pena que não virá o Fabão! Agora é hora da diretoria se movimentar e rápido!

________________________________________________________________
07/01/2008 - 11h55m - Atualizado em 07/01/2008 - 13h09m
Previsões 2008: futebol paulista
Místicos não apostam na volta do Corinthians à Série A, mas vêem brilho no São Paulo

Atenção, Fiel! As previsões dos místicos para 2008 não apontam a volta do Corinthians à Série A, embora destaquem um ano melhor. No caso do Palmeiras, não há meio-termo. Para a cigana Cinara Mattos, o Verdão “está com o pé na cova”. Por outro lado, a taróloga Adriana Kastrup coloca o time alviverde entre os principais candidatos ao título do Brasileirão. Os são-paulinos, por sua vez, podem festejar mais um ano de glórias. E, enquanto a carta cigana e o tarô dão como certo o sucesso de Emerson Leão no Santos, a numerologia avisa que brigas entre técnico e jogadores podem prejudicar o time.

Corinthians

Assim que o nome do Corinthians veio à tona, a taróloga Adriana Kastrup garantiu que um grande ano está a caminho do Timão. Contudo, ela logo viu que a equipe não conseguirá manter a boa fase no segundo semestre. - O Corinthians vai ter um ano excelente perto do que foi 2007. Tem chance de título no Campeonato Paulista e na Copa do Brasil. Mas não sei se ele volta para a Série A. O começo de ano vai ser melhor que o fim. Eles vão com muita garra e raiva no início. Porém, não estou muito otimista para o fim de 2008 – diz Adriana.

Para o numerólogo Bosco Viegas, o Corinthians nasceu destinado a ter altos e baixos (Assista, no vídeo ao lado, às previsões para o Corinthians). - Neste ano, o clube ainda vai sofrer um pouco. Ele vai ter que se reestruturar totalmente. Vejo um pequeno acidente ou uma doença com algum jogador – avisa Viegas. Segundo a cigana Cinara Mattos, o Timão começa a se levantar em novembro, mas talvez seja tarde para recuperar o tempo perdido. - O Corinthians não conseguirá se reerguer totalmente neste ano. Ele vai se levantar, mas não agora. Haverá mais confusão no clube e lágrimas para os torcedores. Não vejo campeonato algum no caminho do Corinthians – garante a carta cigana.

Palmeiras

Se depender do tarô, Palmeiras e Vasco disputarão o pentacampeonato brasileiro em 2008. - Parece que a novidade no time vai surtir efeito em 2008. Estou entre Vasco e Palmeiras para conquistar o Campeonato Brasileiro, com o Internacional correndo por fora – afirma a taróloga Adriana Kastrup.

Porém, o Verdão corre o risco de acabar rebaixado para a Série B, caso a previsão da carta cigana se confirme (Assista, no vídeo ao lado, às previsões para o Palmeiras). - O Palmeiras está com o pé na cova. Será um ano ruim, com vários problemas. O clube voltará a ter alegras a partir de setembro. Mas não vejo vitórias para ele. Pode descer para a Série B. E o clube vai enfrentar escândalos no meio do ano – garante a cigana Cinara Mattos. Para Cinara, o técnico Vanderlei Luxemburgo tem que se preparar para meses difíceis. - Luxemburgo enfrentará problemas. Ele vai precisar de muita capacidade e tato para pôr a casa em ordem. Para alcançar seus objetivos, terá que fazer mudanças radicais. Vontade e competência ele tem. O time também, mas faltam união e coração à equipe. Embora não veja título, a numeróloga não é tão pessimista em relação ao futuro alviverde. - O Palmeiras tem uma missão local. Não vejo o clube aparecendo muito em 2008. Vanderlei Luxemburgo vai preparar o time, mas ainda não é o momento do sucesso. Não é um ano de título, e sim de preparação. Vamos dizer que é um ano de vestibular. Em 2009, eu vejo o Palmeiras bem melhor – prevê o numerólogo Bosco Viegas.

Santos

A temporada 2008 pode não ser cheia de títulos, mas os místicos garantem um bom ano para o Santos. Com base no tarô, o torcedor alvinegro pode se preparar para fortes emoções na Libertadores, embora o clube não seja um dos grandes favoritos. - O Santos não levará nada no Campeonato Paulista. No Brasileirão, pode ir bem. A melhor coisa que a diretoria fez foi contratar Emerson Leão, que vai ser bem recebido. O clube não tem a mesma chance de São Paulo e Flamengo na Libertadores, mas está na briga – diz a taróloga Adriana Kastrup.

A cigana Cinara Mattos é outra que aposta no êxito de Leão em sua volta ao comando do Peixe (assista, no vídeo ao lado, às previsões para o Santos).- O Santos enfrentará problemas, mas sairá supervitorioso e alcançará objetivos. O homem que entra vai levar a estrela e tirar as coisas ruins do caminho do clube. Com o pulso forte que tem, poderá conseguir coisas boas para o time. Não vejo a estrela de campeão, mas muitas vitórias – conta a cigana. A numeróloga, por sua vez, prevê brigas no elenco. - Vejo o time se esforçando muito, Leão dando duro, inclusive brigando com o grupo. Este mal-estar pode até prejudicar a equipe – avisa o numerólogo Bosco Viegas. - Alguns jogadores vão se destacar. É um clube que vai projetar novos valores, mas ficará como está em 2008. O Santos não conseguirá passar o São Paulo.

São Paulo

"O São Paulo tem uma estrela linda e poderosa." Assim a cigana Cinara Mattos começou a previsão do Tricolor para 2008. Para ela, o clube se manterá no topo. - O São Paulo está enfrentado problemas internos, mas sairá vitorioso porque há muita união. O clube vai crescer e ganhar mais. Será um ano maravilhoso, com dinheiro no bolso. Os jogadores darão o sangue por este time e terão sucesso. O São Paulo tem grande chance na Libertadores e tudo para ganhar todos os campeonatos – arrisca Cinara.

O numerólogo Bosco Viegas foi além e previu que o Corinthians corre risco de perder popularidade para o Tricolor (assista, no vídeo ao lado, às previsões para o São Paulo). - É um clube que dá sorte. Neste ano, vai ter brilho, pode ganhar popularidade e até roubar simpatizantes do Corinthians. Vejo o São Paulo com mais chances no Brasileirão do que na Libertadores. Como está com um número de sol em 2008, terá mais sorte. Tem tudo para continuar no topo, mas precisa se cuidar. É uma questão de ego coletivo – diz Viegas, que não aposta em uma volta por cima de Adriano com a camisa são-paulina. Ao contrário da numerologia, o tarô vê o Tricolor forte na Libertadores. - O São Paulo continua bem em 2008, mas não no topo. Na Libertadores, eles se sairão muito bem, com boa chance de título. No Paulista, também – garante a taróloga Adriana Kastrup.

http://globoesporte.globo.com/ESP/Noticia/Futebol/0,,MUL248316-4274,00-PREVISOES+FUTEBOL+PAULISTA.html

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Santos, sempre Santos?

Caramba! Hoje o dia na Vila foi intenso! Depois da saída de Marcos Aurélio para o Japão (ótimo negócio, pois o Santos recebe 20% da transação e se livra de um cara que tropeça na bola), Alessandro que não conseguiu demonstrar um futebol regular em 2007 vai embora também. Com isso o Santos fica desfalcado no ataque e, principalmente, na lateral-direita, já que o Baiano foi embora e o Dênis ainda não está recuperado de uma lesão que já vai fazer aniversário (será que o Leão estava certo em reclamar do estado do CEPRAF? Aliás, que coisa em Diretoria, quer dizer que o Diego vai se recuperar lá na bambizada e fica por isso mesmo? Que beleza! Que orgulho de vocês! Eu bem que avisei que não seria nada bom reeleger o MT).

Mas não só de baixas viveu o Santos hoje, a chegada de dois reforços para zaga foram anunciados. Betão, gambá declarado, desceu a serra e assinou um contrato de três anos com o Peixe e já se apresentou vestindo o manto sagrado de treino. É muito estranho ver essa imagem! E Fabão, ex-bambi, também faz testes físico e a diretoria só espera resolver toda parte burocrática para anunciar a contratação do zagueiro por empréstimo junto ao Kashima Antlers do Japão.

Sério... eu fico meio assim por ter tanto ex-rival com a camisa do Santos. É muito estranho ter que ser profissional na hora de torcer. Realmente não dá. Racionalidade com aquilo que nos desperta paixão é muito complicado! E o pior caso fica por conta da contratação do Betão. O jogador acaba de ser rebaixado junto com o Corinthians para a série B do Brasileirão e não é uma unanimidade o futebol que ele apresenta. Além disso, Betão já jurou amor ao time da marginal sem número. Isso quer dizer que a torcida não terá muita paciência pra ver um possível bom futebol que ele possa vir a apresentar. O Fabão como estava fora do Brasil e, por alguns, é considerado um bom jogador, talvez tenha mais paz para trabalhar. Acho que o Betão é um jogador mediano e excelente pra compor elenco, mas por seu histórico, acho muito arriscada a contratação. Aliás, um reflexo disso que estou falando pode ser visto no site do Peixe, que até esse momento (meia-noite do dia 8 pro dia 9 de janeiro de 2008) não postou nada sobre a nova contratação. E olha que o convênio do site do Santos é com a Globoesportes.com que noticiou antes das 14h da tarde a contratação.

Parece que o Santos também corre para ter o Diego Tardelli, um bambi dos mais vagabundos que habitam a floresta encantada do Morumbi. Esse sim me preocupa, sua única fase boa pelo São Paulo foi com o Leão, mas o Tardelli já mostrou que não é lá muito comprometido com sua carreira. Eu descartaria e apostaria na meninada da base. Se é pra trazer esse cara, prefiro apostar no Alemão que vem decaindo, mas que talvez volte a jogar um bom futebol motivado por ser promovido ao time principal.

Bom... enfim... como a base foi mantida, eu ainda acredito que o Santos tem um time forte e competitivo pra disputar todos os títulos. Mas agora mais do que nunca precisamos contratar um lateral-direito e, se der, um meia de ligação.

Por hora, a escalação do Santos, em minha opinião, seria essa: (4-4-2) Fábio Costa; Dionísio (Dênis ainda machucado), Fabão (se for confirmado), Evaldo e Kleber; Marcinho Guerreiro, Maldonado, Rodrigo Souto e Rodrigo Tabata; Renatinho e Kleber Pereira.

segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

Ano do TRI? Eu ainda acredito!


Caros santistas, parece que nosso 2008 não começou tão promissor quanto a maioria esperava. A decepção começa já no final de 2007 quando Marcelo Teixeira não conseguiu cumprir umas das suas principais promessas de reeleição. Vou dizer que fiquei feliz com a saída do Luxa, pois o clube iria quebrar daqui a pouco pra manter o Luxa só ganhando campeonatos paulistas.

Mas de certa forma isso deixou muito chateada a torcida, pois o Luxa disse que ficaria se o MT se reelegesse e depois acabou indo pros porcos. O ruim mesmo é que com a chegada de Leão pra assumir o cargo desocupado, tivemos uma reformulação muito grande na comissão técnica e isso, em minha opinião, é negativo, pois não foi mantido um trabalho que estava sendo realizado.

O bom é que pelo menos o grupo de jogadores foi mantido e é um baita grupo pra mim. Agora tem que mesclar com a garotada da base e a garotada vem mostrando grande talento. As grandes baixas, pra mim, foram a saída do Pedrinho, que dava uma boa consistência ao meio-campo e entreva sempre bem no segundo tempo, e a saída do Filé, vai ser difícil o Santos repor à altura alguém pra cuidar do CEPRAF. O duro também é que não contratamos nada de bom até agora. Precisamos de um bom meia, um bom zagueiro e mais um atacante. Mas por hora só Marcinho Guerreiro (ou Marcinho Paulada, o troço bate até na mãe, se essa aparecer de meião) e Evaldo (zagueiro, fez boa passagem pelo Grêmio).

Dizem que vai chegar o Fabão também, mas temos que esperar pra ver. Minha esperança fica realmente na base. Gostei muito do time que vi jogando na estréia da Copinha, tirando o Alemão que realmente parece ser uma grande enganação. Mas parece que temos grandes valores que trabalhados corretamente podem dar muitas alegrias ao nosso Peixe.

Desde o ano novo de 2001 pra 2002, venho mantendo a tradição de passar o ano novo com camisetas do Santos. Aquele foi o primeiro ano que fiz isso e o Santos terminou sagrando-se campeão brasileiro. Esse ano, passei com a camisa do primeiro gol do Rei! Espero que os bons fluídos daquela época inspirem o suficiente os nossos jogadores para levantarmos as 4 taças que simbolizarão TRIcampeonatos ao Santástico!

Apesar das dificuldades, eu ainda acredito que esse possa ser o ano do TRI!